Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Direitos Humanos

ADH - Política de Igualdade Racial

 

 

A Política de Promoção da Igualdade Étnico-Racial é voltada para as populações afrodescendentes (pretos e pardos), indígena e cigana de Curitiba. Seu objetivo é a defesa e garantia dos direitos, bem como a valorização, promoção e difusão da cultura e da representatividade destas etnias, realizando o enfrentamento e combate ao racismo, à intolerância religiosa e à xenofobia. 

A política é implementada pela Assessoria de Promoção da Igualdade Étnico- Racial - APIR. Tem um calendário consistente de ações relacionadas a datas importantes, tais como: o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religioso (21/01), Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha (25/07) Dia Nacional do Povos Indígenas dos Povos Indígenas (09/08), Dia do Cigano (23/09) e o Dia da Consciência Negra (20/11), entre outras.

Referência Afro - Creafro 

Instalado na Rua Barão do Rio Branco, entre XV de Novembro e Marechal Deodoro, o Centro de Referência Afro Enedina Alves Marques homenageia a primeira mulher negra do Brasil a se graduar em Engenharia Civil. 

Além de atendimento psicológico e jurídico, oferece atividades comunitárias como grupos de discussão, palestras e capacitações sobre a etnia negra - todas abertas ao público em geral - e eventos temáticos. A programação é gratuita. 

O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Para ser atendido, basta pedir agendamento pelo telefone (41) 3221-2714.

O Creafro é coordenado pela pedagoga Valéria Pereira da Silva, da Assessoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial (Apir) da Prefeitura.

Caravanas Étnico-Culturais

Esses eventos reúnem artistas negros, indígenas e ciganos, com apresentações culturais, e empreendedores étnicos que participam da Feira de Cultura Africana. 

A Caravana Étnico-Cultural vai percorrer as 10 Administrações Regionais até o final de 2024. O  circuito foi iniciado em agosto de 2022, passando por cinco Regionais.

Saiba mais neste link.

Feira da Cultura Africana

A Feira da Cultura Africana acontece no bairro Pinheirinho, a cada terceiro domingo do mês, na Praça Zumbi dos Palmares. Das 14h às 18h, há a comercialização de artefatos étnicos de beleza, arte e decoração, vestuário e acessórios com motivos, estamparia e estética africanas, produzidos por afroempreendedores. 

Naquelas tardes, o clima na praça é de festa porque a feira acontece em meio a sons de diferentes apresentações. E a gurizada também pode se divertir com contações de histórias.

A feira é iniciativa do Instituto Afro-Brasil do Paraná, organizada pela Assessoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial - APIR e formalizada como Feira de Bairro pelo Instituto Municipal Curitiba Turismo - IMT. 

Praça Zumbi dos Palmares

O endereço da Feira da Cultura Africana é: Praça Zumbi dos Palmares – Rua Elóis Orestes Zeglin, bairro Pinheirinho. O nome do espaço é homenagem ao reverenciado líder do Quilombo de Palmares, o maior da época colonial.

A praça conta com auditório (com promoção de eventos pela Fundação Cultural de Curitiba - FCC) e grande estrutura para atividades físicas e esportivas. O Memorial Africano é formado por duas colunas (simbolizando cultura e educação) e 54 totens, que representam todos os países do continente africano.

Palestras agendadas

A equipe da APIR faz palestras sobre diversos temas, entre eles as consequências do racismo estrutural no país. O conteúdo está voltado para sensibilizar gestores e servidores municipais, representantes da iniciativa privada e a comunidade em geral, quanto a assuntos relacionados a preconceitos, e contribuir no combate ao racismo. 

As palestras podem ser agendadas pelo e-mail igualdaderacial@curitiba.pr.gov.br informando o nome do responsável, modalidade (virtual ou presencial) e público estimado.

Rodas de Conversa

Além de palestras têm rodas de conversas para seus participantes ampliarem o debate acerca de diferentes temáticas, como Combate à intolerância Religiosa, Aplicação da Lei Federal 10.639, preservação dos Povos Indígenas, demandas dos povos ciganos, Narrativas Afro-Curitibanas, e Patrimônio Material e Imaterial: Capoeira e as Religiões de Matriz Africana. 

As conversas são promovidas em parcerias com diferentes segmentos, como os Conselhos Municipal e Estadual de Política Étnico-Racial.

Letramento racial

A APIR também promove capacitações sobre o chamado letramento étnico (conceitos de raça, cor e etnia). E disponibiliza eletronicamente o curso Direitos Humanos na Prática e a Promoção da Igualdade Étnico-Racial, por meio da plataforma Aprendere, do Instituto Municipal de Administração Pública - IMAP 

Mercado de trabalho

Outra diretriz da Igualdade Racial é sensibilizar a comunidade para o acesso e inclusão de profissionais afrodescendentes (pretos e pardos), indígenas e ciganos no mercado de trabalho formal.

Para vencer resistências encontradas nesse processo, a equipe da APIR realiza uma palestra-padrão a empresários/empresas e outros interessados.

Base é PLAMUPIR

As ações desenvolvidas pela Assessoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial estão pautadas no Plano Municipal de Promoção da Igualdade Étnico-Racial - PLAMUPIR.

Site Assessoria dos Direitos Humanos de Curitiba

Secretaria do Governo Municipal