Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Diálogo

Prefeitura e sindicato debatem pautas de professores da educação infantil

Reunião do RH com Sismuc sobre a pauta dos professores de educação infantil. Curitiba, 11/06/2019. Foto: Valdecir Galor/SMCS

O superintendente Executivo da Secretaria da Educação, Oséias Santos de Oliveira, informou aos representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) que os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e as escolas da Prefeitura continuam tendo acesso ao serviço de internet.

O assunto foi um dos temas debatidos em nova reunião de negociação entre a Prefeitura e o Sismuc, na Secretaria de Recursos Humanos, nesta terça-feira (11/6). O trabalho foi conduzido pela superintendente de RH, Luciana Varassin.

Oséias Oliveira ressaltou que recentemente os diretores de 130 escolas receberam novas senhas de acesso para uso do wi-fi corporativo (rede Prouca), medida de segurança necessária, depois da atualização do sistema.

O superintendente reforçou que sempre que os professores identificarem equipamentos que precisam de manutenção na unidade, devem informar ao diretor para que o ICI seja avisado. Essa comunicação pode ser feita pelo service desk, disponível no Portal Administrativo do Município (PAM), ou por telefone (3074 6262 ou 3350 6262). “Os gestores têm essa orientação. Os professores podem ajudar nisso”, disse.

Educação Conectada

Os representantes da Secretaria da Educação informaram que todos os CMEIs de Curitiba estão cadastrados e aptos para participar do Programa de Inovação Educação Conectada, do governo federal.

Com os recursos que as unidades participantes recebem, podem ampliar a oferta de conexão à internet, oferecer cursos, entre outras medidas para estimular as práticas pedagógicas inovadoras. As 185 escolas municipais de Curitiba e alguns CMEIs já começaram a receber os recursos do programa.

Manutenção das unidades

A necessidade de reforma das unidades também foi abordada durante a reunião. O superintendente da Secretaria da Educação afirmou que, também neste caso, os professores podem reforçar com os gestores a necessidade das intervenções físicas na estrutura da unidade, quando acharem necessário.

Ele informou que desde 2017 a secretaria desenvolve o programa Escola Bem Cuidada, voltado para a recuperação das edificações com mais necessidades. O investimento é executado de acordo com a capacidade financeira da pasta.

Desde o início da gestão foram aplicados mais de R$ 12 milhões em reformas e melhorias nas unidades educacionais. Só em 2019 a previsão é investir R$ 8 milhões.

Oséias informou que no início do semestre escolar, os núcleos regionais se reúnem com a equipe técnica responsável pelo planejamento dos serviços de manutenção para definir prioridades. “Por isso, o diretor da unidade deve comunicar as necessidades de manutenção, via ofício, ao núcleo”, completou.   

Os representantes do Sismuc nesta reunião foram Fabiana Prado Caputti, Walli Wanessa Sass de Paula, Christiane Izabella Schunig, Charlene dos Santos e Vitor Leme.

Leia mais: