Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Na avenida

Prefeito participa do carnaval de Curitiba

Prefeito Gustavo Fruet participa do carnaval de Curitiba ao lado da presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Marcia Oleskovicz Fruet, que desfilou no Rancho das Flores. Curitiba, 09/02/2013 Foto:Cesar Brustolin/SMCS

Ouça

0

1/4

Milhares de pessoas cantaram, dançaram e brincaram ao som dos sambas-enredo e das marchinhas que tomaram conta da Avenida Cândido de Abreu na noite de sábado (9). Até a chuva fina, que caiu sobre Curitiba durante todo o dia, contribuiu com o carnaval curitibano e cessou no início dos desfiles.

A festa começou com a passagem dos blocos Afoxé, Derrepent e Rancho das Flores. Depois deles, foi a vez das escolas de samba entrarem em cena. O prefeito Gustavo Fruet prestigiou a festa, ao lado da presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Marcia Oleskovicz Fruet, que desfilou no Rancho das Flores.

“Curitiba tem um público que ama o carnaval e espera por ele. Cabe ao poder público garantir tranqüilidade, segurança e uma boa organização para que a população possa aproveitar com alegria”, disse Fruet. O prefeito informou que, a partir do próximo ano, o carnaval será planejado com maior antecedência e preocupação. “Vamos incentivar e fortalecer esta festa”, afirmou.

O presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli, confirmou. “Daqui a 15 dias vamos instalar uma comissão permanente de carnaval na cidade”, explicou. O objetivo é profissionalizar o carnaval, investindo em formação de passistas e músicos. “O desfile de carnaval deverá ser o momento de apoteose de um processo que acontecerá o ano inteiro”, informou Cordiolli.

Em meio aos carnavalescos do tradicional Rancho das Flores, formado por integrantes da terceira idade que participam dos programas da Fundação de Ação Social , estava a presidente da FAS. “Para nós, que acompanhamos de perto o carnaval curitibano há muitos anos, é uma emoção muito grande estar agora aqui”, comentou Marcia. Neste ano, o bloco desfilou ao som de “Rancho das Flores nas Praças das Etnias”, dos músicos Luiz Ferreira e Rodrigo Barros.

Nas arquibancadas, a economista Patrícia Magalhães e a operadora Cristiane Magalhães, cunhadas, dançavam animadas ao som da marchinha. Elas foram prestigiar a sogra e outros parentes que desfilam no Rancho das Flores. Contaram que não perdem uma edição do carnaval curitibano. “Todos os anos estamos aqui”, disse Patrícia. “Não apenas para ver o Rancho das Flores, mas ficamos até o final da festa, porque adoramos”, confirmou Cristiane.

Também participaram dos desfiles na Avenida Cândido de Abreu os secretários municipais da Saúde, Adriano Massuda, e da Mulher, Roseli Isidoro, além de administradores regionais e outras autoridades municipais e estaduais.

Homenagem –
Um dos momentos mais emocionantes da noite foi a homenagem especial a Ismael Cordeiro, o Maé da Cuíca, um dos grandes nomes do carnaval da cidade, falecido em dezembro do ano passado.

Fundador da primeira escola de samba da capital, a Colorado, em 1945, Maé também foi o autor do primeiro samba-enredo curitibano e de diversos sambas que marcaram a produção paranaense nesse gênero.

A entrega de uma placa à família do compositor foi feita pelo prefeito Gustavo Fruet e pelo presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli, logo após os desfiles dos blocos. “Nunca esperava uma homenagem como esta. É uma emoção tão grande para nós que não tenho palavras para descrever”, disse a viúva, Teresinha Cordeiro dos Santos.

Na sequência, após a homenagem, tiveram início os desfiles das escolas de samba: Unidos do Bairro Alto, Os Internautas, Embaixadores da Alegria, Leões da Mocidade, Mocidade Azul e Acadêmicos da Realeza.