Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Meio Ambiente

Árvore – Manutenção/Emergência em Via Pública

A realização de poda e corte de árvores em vias públicas de Curitiba é de responsabilidade do Departamento de Produção Vegetal, que atende solicitações dos cidadãos e tem esta prática entre suas rotinas de trabalho, nas situações recomendadas.  

Importante observar que este serviço também cuida da remoção de galho ou mesmo árvores inteiras caídas  nas ruas em dias de ventos fortes, seguidos de chuva intensa. Mas nem toda situação assim é considerada de emergência.

Serviços Emergenciais

São considerados como serviços emergenciais, ou seja os que realmente necessitam de atendimento imediato das equipes do Departamento, aqueles que se enquadrem nestas situações:

  • A árvore já sofreu queda e está impedindo vias públicas
  • A árvore caída impede acesso a imóveis ou bloqueia de alguma forma passagens de veículos e pedestres
  • Galhos que sofreram quebra encontram-se pendurados e podem cair em locais onde causem algum bloqueio ou dano

Atendimento

Todo registro de solicitação de poda, corte ou remoção de galhos e de árvores em via pública deve ser feito exclusivamente pela Central de Atendimento 156 (via Mobile ou chat online) e ainda pelo telefone 156.

O Curitiba 156 é a plataforma mobile da Prefeitura que registra protocolos e responde com mais agilidade a diversas solicitações de informações e de serviços públicos e permite inclusive o envio de imagem. É disponibilizada nas versões Android na loja Google Play e Iphones na loja App Store.

Tipos de Podas

A poda das árvores em vias públicas leva em conta as condições de caso a caso. Para cada um deles há um tipo de solução indicado pelas equipes técnicas do Meio Ambiente.

  • São mais frequentes aquelas podas para remover galhos baixos que prejudicam a movimentação de pedestres ou o trânsito de veículos no leito da via.
  • Na poda de manutenção  o objetivo é também estético, ao eliminar os ramos secos doentes, atrofiados e malformados, além dos galhos quebrados pelo vento e chuva, por exemplo; e galhos que interferem com prejuízos em bens públicos ou particulares.
  • Tem ainda a profilática, para eliminar das árvores as pragas e parasitas (especialmente erva-de-passarinho) que comprometem a preservação da planta e seu desenvolvimento. Quando houver galhos com risco eminente de queda, galhos secos ou galhos que impeçam ou dificultem a visibilidade de semáforos, placas de sinalização e lombadas eletrônicas, e a passagem de luz da iluminação pública, é feita a poda de segurança. O mesmo procedimento é aplicado aos galhos que se encontram próximos da fiação elétrica.
  • A poda drástica  para retirada de no máximo 50% da copada de cima para baixo - conforme percentual autorizado por técnico devidamente habilitado da Secretaria Municipal do Meio Ambiente – necessita da emissão de Autorização de Remoção Vegetal – ARV . Como esta prática é prejudicial à árvore, este tipo é feito somente em casos extremos (árvores com ponteiras secas, com galhos quebrados em condições climáticas adversas ou para reestruturar copadas com risco de quebra) e quando não houver outra alternativa técnica.
  • A Copel e suas empresas cadastradas cuidam diretamente de podas e remoção de árvores próximas às fiações elétricas de Baixa (360 Volts) e alta tensão (13.800 Volts) – chamadas de Linhas Vivas. Serviços realizados por profissionais habilitados, com equipamentos específicos, e que exigem programação e disponibilidade do Departamento de Produção Vegetal. 
  • Assim como nos outros casos, técnico habilitado do Meio Ambiente é quem irá definir o corte  de árvore em via pública, depois de análise do estado fitossanitário da planta e da deliberação com uma comissão de outros técnicos habilitados para a remoção e possibilidade de replantio no local.
  • Quando houver necessidade, poderá ser encaminhado equipamento para fazer o desbaste do toco (resquício do tronco que fica no solo com as raízes) para ser possível a recuperação de passeio ou um novo plantio no local. É a destoca.

Secretaria Municipal do Meio Ambiente