Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Oficina de Música 2020

Yamandu Costa e Camerata Antiqua abrem evento no Guairão

Yamandu Costa e Camerata Antiqua abrem evento no Guairão. Foto: Cido Marques

 

Erudito e popular estarão juntos novamente na abertura da Oficina de Música de Curitiba 2020. Nesta quarta-feira (15/1), o show que marca o início do evento no Teatro Guaíra, terá no mesmo palco o violonista Yamandu Costa e a Camerata Antiqua de Curitiba.

O concerto de abertura, às 20 horas, terá regência de Abel Rocha. Coro e instrumentos se misturam para celebrar os 250 anos de nascimento de Ludwig van Beethoven, compositor homenageado desta 37ª edição da Oficina.

“A Oficina de Música abre o calendário cultural da cidade, tranformando Curitiba na capital da música. Está edição vem recheada com uma ampla e diversificada programação, que abraça a cidade, em espaços fechados e abertos, celebrando a inclusão e inovando”, afirma Ana Cristina de Castro, presidente da Fundação Cultural de Curitiba.

No palco será executada a composição Fantasia Coral, para piano, solistas, coro e orquestra. A obra musical foi composta em 1808 por Beethoven para um concerto beneficente que realizou em 22 de dezembro de 1808.

 

A composição foi projetada para incluir todos os participantes, unindo no mesmo ambiente todas as forças musicais. 

“O trabalho é apontado como uma espécie de precursor da Nona Sinfonia, a mais popular das obras de Beethoven, composta quando estava quase surdo”, afirma Abel Rocha, regente do concerto de abertura da Oficina de Música e coordenador da Música Erudita no evento.

Virtuosidades de Yamandu Costa

Considerado um dos grandes virtuoses brasileiros da música instrumental, na abertura da Oficina de Música, Yamandu Costa traz para o Guairão o Concerto Fronteiras para Violão de 7 Cordas e Orquestra.

O trabalho tem inspiração no universo musical de origem do compositor, o Rio Grande do Sul, especialmente nas fronteiras entre Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai.

Orquestrado pela violonista francesa Elodie Bouny, Yamandu Costa traz neste concerto o que é considerado popular para o universo da música erudita.

No mesmo concerto, haverá ainda uma homenagem aos 50 anos do Movimento Armorial, iniciativa artística de criar uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do Nordeste Brasileiro. Um dos fundadores e diretores do movimento foi o escritor Ariano Suassuna.

A obra do compositor pernambucano Clóvis Pereira, um dos fundadores do Movimento Armorial, será executada pela violinista Priscila Rato.
 

Parceiros

A 37ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), da Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e governo federal.  O evento tem patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Apoios: Família Farinha, Comunidade Luterana Igreja de Cristo, Igreja Bom Jesus dos Perdões, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), Bicicletaria Cultural, Universidade Federal do Paraná, Lamusa - Laboratório de Música Antiga da Universidade Federal do Paraná, Sistema FIEP, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), HOG The One Curitiba, Solar do Rosário, Casillo Advogados e apoio máster do Teatro Guaíra e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

Serviço
Abertura da Oficina de Música 2020
Dia: quarta-feira, 15 de janeiro
20 horas
Teatro Guaíra – Auditório Bento Munhoz da Rocha
R$ 30 e 15 (Atenção: será cobrado taxa adicional de + R$ 1,44, pelo Ticket Fácil)
Endereço: R. Amintas de Barros, S/N – Centro
Mais informações pelo telefone: 41 3321- 2849 ou 3321-2840
www.oficinademusica.org.br

Leia mais