Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Energia limpa

Vistoria prepara a entrega da central geradora Nicolau Klüppel, no Barigui

Prefeito Rafael Greca, Secretária do Meio Ambiente Marilza Dias e dirigentes da Associação das Pequenas Centrais Hidrelétricas (ABRAPCH) vistoriam obras de construção da Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Nicolau Kluppel na barragem do lago do Parque Barigui. - Curitiba, 17/09/2019 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

 

 

Com entrega prevista para o dia 4 de outubro (sexta-feira), a Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Nicolau Klüppel, no Parque Barigui, foi vistoriada pelo prefeito Rafael Greca e por dirigentes da Associação Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas (ABRAPCH) na tarde desta terça-feira (17/9).

“Essa é uma usina didática, queremos ensinar aos curitibinhas que para acendermos as luzes não é preciso poluir o planeta”, disse Greca, referindo-se à geração de energia limpa propiciada pela vazão do vertedouro do Rio Barigui.

A energia criada pela CGH Nicolau Klüppel será capaz de gerar cerca de 21.600 Kwh/mês, o que equivale à metade da energia consumida em todo o Parque Barigui mensalmente.

A mesma quantidade seria capaz de suprir o consumo energético de 135 casas médias, com famílias de quatro pessoas.

As informações sobre geração e economia poderão ser conferidas pelos munícipes em um aplicativo que estará disponível para sistemas Android e iOS.

O prefeito foi acompanhado pelas secretárias municipais do Meio Ambiente, Marilza Oliveira Dias, e da Comunicação Social, Monica Santanna. Pela ABRAPCH, estiveram, entre outros associados, o presidente do Conselho Administrativo, Valmor Alves, e o vice-presidente, Pedro Dias.

O superintendente de Obras e Serviços da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Reinaldo Pilotto, e o diretor de Parques e Praças, Jean Brasil, também acompanharam a visita.

A usina

A construção da estrutura de concreto, a rosca helicoidal e os equipamentos eletromecânicos foram doados pela Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas (ABRAPCH). O total do investimento é de R$ 450 mil.

A CGH é baseada no conceito da Rosca de Archimedes, equipamento criado pelo filósofo grego (260 a.C). Será aproveitada a queda de água de 3,5 metros do vertedouro do lago do parque para gerar energia por uma rosca helicoidal.

Antes da construção e instalação da Central Geradora Hidrelétrica foram feitos estudos ambientais para verificar impactos no parque.

Não haverá alteração na vazão do lago nem problemas para os animais. Os peixes vão conseguir passar por dentro da turbina, entre as hélices da rosca.

Curitiba Mais Energia

O projeto faz parte do Programa Curitiba Mais Energia, que também conta com a instalação de painéis fotovoltaicos no prédio da Prefeitura e no bairro Caximba.

A produção da CGH Nicolau Klüppel será injetada na rede da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), gerando créditos de energia a serem compensados ao município. A economia na fatura de energia elétrica da Prefeitura pode chegar a R$ 132 mil por ano.

Homenageado

A central e o centro de educação ambiental, que ficará anexo, levarão o nome do engenheiro Nicolau Klüppel, que dedicou anos da sua carreira ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e morreu em outubro de 2016, aos 86 anos.

Klüppel foi um dos precursores da solução do uso de lagos para captação de água para evitar enchentes, o que proporcionou a criação de alguns dos principais parques da cidade, como o Barigui e o São Lourenço.

Chuvas de verão

O prefeito aproveitou e conferiu a ação da draga que trabalha na retirada de sedimentos do lago do Parque Barigui. “Estamos aqui para prevenir enchentes no próximo verão, já que esse material que é levado pelas chuvas diminui a capacidade de contenção”, comentou o prefeito.

O trabalho, que é feito também no Parque Bacacheri e já teve uma etapa no São Lourenço, deve retirar 150 mil metros cúbicos dos três lagos, segundo a secretária do Meio Ambiente, Marilza Dias.

Leia mais