Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Transporte

Urbs testa mudança na rampa da porta do ônibus ligeirinho

Urbs testa mudança na rampa da porta do ônibus ligeirinho. Na imagem, estações-tubo da linha direta (ligeirinho) Centenário. Curitiba, 11/02/2019. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

Nesta segunda-feira (11/2), a Urbs (Urbanização de Curitiba S/A) começou a testar algumas mudanças no sistema de embarque e desembarque em nível, dentro das estações-tubo, para melhorar a velocidade operacional dos ônibus ligeirinhos. A mudança também contempla medidas para evitar a ação de fura-catracas.

Os testes estão sendo feitos em cinco estações-tubo da linha direta (ligeirinho) Centenário: Marechal Deodoro, Praça do Expedicionário, Jardim Botânico e Terminal Centenário. Fiscais da Urbs acompanharão os primeiros dia dos testes.

O ajuste pretendido pela área de Tecnologia do Transporte da Urbs aproxima mais os ônibus da plataforma de embarque e desembarque de passageiros, eliminando a rampa da porta dos veículos. Um dispositivo para orientar o motorista no momento da chegada do ônibus na estação-tubo foi instalado na via.   

“Para os testes foram retiradas as rampas dos ônibus, que vão parar mais encostados na porta da estação. Nossa intenção é que isso traga ganho de velocidade operacional para a linha, pois elimina o tempo para o encaixe das rampas”, disse o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

Um protótipo já foi feito para avaliação dos técnicos e operadores. Nesta etapa, os testes passam para a etapa operacional da linha, com passageiros e dependendo dos resultados, a Urbs levará os testes também para os biarticulados, disse Maia Neto.

Na frota de ônibus com embarque em nível, as rampas laterais dos veículos estão entre os itens que mais exigem manutenção. “Certamente teremos menos custos com manutenção nesses modelos de ônibus se os ajustes forem aprovados pela população e também pelos motoristas, disse.

Com a mudança no embarque e desembarque, a Urbs também instalou um guarda-corpo vertical nas portas das estações-tubo, que funcionarão como barreira para evitar a invasão dos fura-catraca.