Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Doenças respiratórias

Saiba quais sintomas são considerados leves, moderados e graves e onde procurar atendimento

Saiba quando procurar a Central 3350-9000, Unidade de Saúde ou UPA. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

 

Devido ao aumento da procura por atendimento de crianças com sintomas respiratórios na rede de saúde (pública e privada) de Curitiba neste período do ano, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) readequou seu sistema, destinando 11 unidades de saúde para atender esses quadros. Assim, prioriza atendimentos emergenciais, sem deixar de acolher todos os que procuram os serviços de saúde, em uma resposta antecipada e célere ao momento.

Além disso, a SMS mantém a Central 3350-9000 para atender por telefone quem apresentar sintomas respiratórios leves. Desta forma, desafoga as Unidades de Saúde para receber os casos moderados e deixa as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) apenas a quem apresentar sintomas mais graves, de urgência e emergência.

Historicamente, Curitiba registra a partir de março aumento nos casos de doenças respiratórias – especialmente em populações imunologicamente mais vulneráveis, como as crianças. Essa tendência confirmou-se neste mês de abril e deve seguir crescente ainda nas próximas semanas.

Onde buscar atendimento para cada sintoma

Sintomas respiratórios leves

  • Coriza (nariz escorrendo)
  • Congestão nasal (nariz trancado)
  • Dor de garganta
  • Tosse
  • Perda de olfato e paladar
  • Febre baixa (igual ou acima de 37,8 ºC) com menos de 24 horas
  • Dor de cabeça
  • Dor no corpo

Onde ir: fique em casa e ligue para a Central 3350-9000, que funciona todos os dias, das 8h às 20h

 

Sintomas respiratórios moderados

 

  • Febre (igual ou acima de 37,8 ºC) por mais de 24 horas
  • Febre que não melhora com uso de antitérmicos (paracetamol ou dipirona)
  • Vômitos que não melhoram com medicação
  • Fraqueza
  • Sensação de falta de ar
  • Respiração acelerada
  • Dificuldade para respirar, mas consegue falar e/ou comer/mamar (no caso de bebês)
  • Chiado no peito
  • Pontas dos dedos arroxeadas

Onde ir: procure uma das 11 unidades de saúde com atendimento exclusivo para esses casos (confira a lista aqui). De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e no sábado, das 8h às 17h.

 

Sintomas respiratórios graves - urgência e emergência

 

  • Lábios arroxeados
  • Gemidos
  • Dificuldade para falar devido à falta de ar
  • Dificuldade para comer e ingerir líquidos devido à falta de ar
  • Criança que não consegue mamar devido à falta de ar
  • Dificuldade para ficar acordado
  • Confusão mental
  • Febre muito alta (igual ou acima de 39 ºC)
  • Manchas vermelhas/ roxas no corpo
  • Lábios e/ou olhos inchados

Onde ir: procure uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), todos os dias, atendimento 24 horas. Confira aqui os endereços.

 

LEIA MAIS: