Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Reunião no Ippuc

Projetos para reativação do restaurante do Capanema e da FAS-SOS são analisados pelo IPPUC

Em reunião técnica no IPPUC Prefeito Rafael Greca estabeleceu como prioridades a atenção social em toda a cidade e a adequação do sistema viário e urbanização de áreas na mais nova administração regional da cidade. Curitiba, 24/01/2017 Foto:Lucilia Guimarães/IPPUC

Em reunião no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) nesta terça-feira (24), o prefeito Rafael Greca analisou os projetos de reativação do Restaurante Popular do Viaduto do Capanema, o de recuperação da sede do FAS-SOS, na rua Conselheiro Laurindo, no Centro, e o de reestruturação da Casa da Acolhida e Regresso, que funciona junto à Rodoferroviária de Curitiba, no Jardim Botânico.

Outro projeto tratado pelo prefeito com técnicos do Ippuc foi o da adequação da malha viária na Regional do Tatuquara, de forma a garantir deslocamentos seguros na região. "A ideia é poder contar com o arruamento similar ao que existe no Bairro Novo", observou Greca, que determinou o estudo in-loco pela equipe do Ippuc.
O Restaurante Popular do Viaduto do Capanema - o primeiro de Curitiba e pioneiro no País, inaugurado por Greca na primeira gestão como prefeito – deverá funcionar também como um núcleo de abordagem social no período noturno, sob a coordenação da Fundação de Ação Social (FAS), em conjunto com entidades filantrópicas parceiras do município. "A ideia é que sejam servidas refeições no horário do almoço a pessoas em situação de vulnerabilidade social e àqueles com cadastro na FAS e com cartão Bolsa Família. À noite, entidades parceiras da FAS poderão utilizar o espaço para servir alimentos aos desassistidos, ajudando no processo de inclusão", explicou o prefeito.

A Prefeitura está gestionando recursos junto ao governo federal para a execução dos projetos tratados na reunião do Ippuc nesta semana, tanto na área de atenção social como do sistema viário. Os prazos de execução das obras ainda não estão definidos, mas a orientação é que os projetos sejam finalizados para que os trabalhos sejam iniciados o quanto antes possível.