Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Curitiba 325 anos

Prefeitura entrega primeiro conjunto da Cohab com geração de energia solar

O prefeito Rafael Greca entregou, na tarde desta terça-feira (27/3), 26 casas do conjunto Moradias Faxinal, no Santa Cândida, equipadas com painéis fotovoltaicos - que transformam a luz do sol em energia elétrica para uso doméstico. - Curitiba, 27/03/2018 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

Em uma tarde de festa, Curitiba recebeu seu primeiro conjunto de habitação popular com geração de energia solar. O prefeito Rafael Greca entregou, na tarde desta terça-feira (27/3), 26 casas, no Santa Cândida, equipadas com painéis fotovoltaicos – que transformam a luz do sol em energia elétrica para uso doméstico.

“Curitiba chega aos 325 anos com os olhos voltados para o futuro. A energia solar veio para ficar. Estas unidades são as primeiras das mil que pretendemos implantar neste ano”, disse o prefeito Rafael Greca. “O projeto Cohab Solar traz vantagens para os moradores, que economizarão na conta de luz e também para o meio ambiente, pois utiliza uma energia limpa e renovável”, completou Greca.

“As crianças que aqui vão crescer serão os herdeiros da nova Curitiba. Quero espalhar placas fotovoltaicas pela cidade toda. Essa energia não queima petróleo, não envenena o ar, não polui. É uma energia dada por Deus. A Curitiba do futuro tem o sol por testemunha”, completou o prefeito.

Empreendimento

As 26 unidades habitacionais fazem parte do empreendimento Moradias Faxinal, no Santa Cândida, e foram destinadas para famílias que viviam em situação de risco nas margens do rio Atuba.

O conjunto vai contar com um total de 125 casas e todas já deveriam ter sido entregues à população. A obra, contratada junto à Caixa Econômica em 2015, foi abandonada na gestão anterior. A retomada e conclusão do empreendimento com recursos próprios foi um dos compromissos assumidos pelo prefeito Rafael Greca.

“A exemplo de outras obras, encontramos estas casas inacabadas, abandonadas e com o financiamento perdido. Investimos R$ 5,2 milhões de recursos do povo de Curitiba para concluir a construção e entregar as moradias para a população”, explicou o prefeito.

Estiveram presentes na inauguração, o vice-prefeito e secretário municipal de Obras públicas, Eduardo Pimentel; o presidente da Cohab, José Lupion Neto; a secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza Dias; a administradora regional do Boa Vista, Janaína Lopes Gehr; e a presidente da Associação de Mulheres do Bairro Alto, Nilza de Jesus Oliveira.

"Eu sou uma defensora do povo, fui eleita por eles. Outros prefeitos não nos deram atenção, mas o prefeito Rafael nos ouviu e hoje está entregando as casas para nossa comunidade. Jamais esqueceremos", disse Nilza.

Vida Nova

A dona de casa Suzy de Paula Camargo, 50 anos, passou metade de sua vida em uma casa nas margens do Rio Atuba. “A casa era muito antiga, estava quase caindo. Toda vez que chovia ninguém conseguia entrar nem sair de casa. Um sofrimento”, conta ela.

Nesta terça ela recebeu as chaves de sua nova casa das mãos do prefeito Rafael Greca. “Uma bênção, estou feliz demais. Uma casa nova e ainda por cima com este benefício da luz solar. Parece que estou sonhando”, diz, empolgada.

Cohab Solar

A energia fotovoltaica é a energia elétrica produzida a partir da luz do sol. Foto significa luz e voltaica vem da palavra volt – a unidade de medida de tensão elétrica. Cada moradia recebeu no telhado a instalação de quatro placas, que formam um painel de 2x1 metros.

As placas compostas de vidro e silício captam a radiação solar e enviam para um conversor, que vai transformar a luz solar em energia elétrica para uso doméstico. A capacidade de produção do sistema instalado em cada moradia é de até 120 kWh por mês.

“Um dia nublado como hoje em Curitiba tem mais luz do sol do que qualquer dia ensolarado na Alemanha, que é um país referência em energia fotovoltaica. Quando usamos uma energia limpa estamos ajudando a não aquecer o planeta. Cada vez que o mundo esquenta, aumenta o volume de chuvas. A nossa Curitiba vai fazer a sua parte pelo meio ambiente”, definiu Greca.