Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Capacitação técnica

Palestra aborda o uso e dependência de substâncias químicas

Membros do departamento de Política Sobre Drogas participaram de mais uma capacitação técnica sobre drogas, ministrada pelo coordenador do Centro Antitóxicos de Prevenção e Educação (Cape) Nelson Venâncio e pela equipe da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc). Foto: Divulgação

Servidores do departamento de Política Sobre Drogas da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito participaram, na última semana, de mais uma capacitação técnica sobre drogas ministrada pelo coordenador do Centro Antitóxicos de Prevenção e Educação (Cape) Nelson Venâncio e pela equipe da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc).
 
A capacitação aconteceu na base aérea do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo - CINDACTA II, no Bacacheri. No evento foram discutidos diversos assuntos relacionados ao uso de drogas como o preconceito contra a dependência química, a atuação das substâncias químicas no sistema nervoso central e como identificar e ajudar um dependente químico.
 
O evento contou também com uma apresentação dos cachorros da equipe do NOC - Núcleo de Operações com Cães do DENARC, demonstrando como eles atuam na busca e apreensão de drogas.
 
Voltada para profissionais de diversas áreas, participaram da capacitação, além de toda a equipe do Departamento de Política Sobre Drogas, Guardas Municipais de Curitiba, Polícia Civil do Paraná, Policia Militar do Paraná SAMU, SAUR SP, Exército Brasileiro, ECO Salva, Guarda Municipal de São José Pinhais, Guarda Municipal de Quatro Barras, Cindacta 2 e do Hospital Geral de Curitiba.
 
A palestra que encerrou o evento foi do diretor de Políticas Sobre Drogas da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, Cristiano de Bastiani, que elogiou a realização de capacitações técnicas com esse formato.
 
“Nós do Departamento de Política Sobre Drogas estamos participando de cursos e capacitações para trabalhar da melhor forma possível atendendo nas áreas de prevenção, atenção e cuidado. O importante é manter a equipe sempre informada das causas e efeitos das drogas, sempre atento inclusive a novas drogas que possam surgir”, afirmou Bastiani.