Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Vale do Pinhão

Oficinas do Tecnoparque agilizam solicitação de benefício fiscal da Prefeitura

Marlon Cardoso, gestor do Tecnoparque, Matheus Bernert, CEO da Juno e Hudson Silva, responsável pela elaboração do projeto da Juno no Tecnoparque. Foto: Divulgação

 

As oficinas quinzenais do Tecnoparque completam seis meses e têm ajudado empresas de base tecnológica de Curitiba a ingressar de forma mais rápida no programa de redução de ISS. Reativado em 2018, o programa da Prefeitura é ligado à Agência Curitiba de Desenvolvimento e já conta com 95 empresas, que juntas faturam R$ 4,1 bilhões e geram 8,1 mil empregos diretos na capital.

De acordo com Marlon Cardoso, gestor do programa, os workshops facilitam a compreensão dos fundamentos técnicos e da metodologia de elaboração de projetos, auxiliando os empreendedores a elaborarem as propostas em condições de serem apreciadas e aprovadas. O próximo encontro ainda tem vagas e ocorre nesta quinta-feira (10/10).

“As capacitações ajudam a reduzir problemas na elaboração dos projetos de adesão. Era bem comum empresas terem que revisar os formulários de pré-análise, sem falar nos casos de recursos de projetos indeferidos por conta de erros no envio dos dados”, conta o gestor do tecnoparque.

Mais assertivos

A fintech Juno ingressou no Tecnoparque no fim de setembro e, dois meses antes, Hudson Silva, da área de projetos e TI da startup curitibana, participou da oficina no Engenho da Inovação, no Rebouças.

“O workshop, além de detalhar o benefício oferecido, também nos ajudou a ser mais assertivos na hora de elaborar o projeto”, reconheceu Hudson.

O ingresso da Juno no Tecnoparque é comemorado por Matheus Bernert, CEO da startup curitibana que oferece uma plataforma digital de serviços financeiros, como a emissão de cobranças por boleto bancário ou cartão de crédito.

“O benefício fiscal do Tecnoparque é muito importante para o crescimento da empresa e vamos usar esse ganho financeiro para aumentar nossa equipe”, garante Matheus.

Atualmente, a Juno conta com 135 funcionários e deve superar ainda este ano a expectativa inicial de ter um total de 146 colaboradores até 2022, quando termina a adesão da startup ao Tecnoparque.

Programa

Suspenso para novas adesões desde 2013, o Tecnoparque foi retomado no ano passado pela Prefeitura e oferece desconto de 5% para 2% no Imposto Sobre Serviços (ISS) a empresas que investem em tecnologia e inovação.

Entre as atividades incentivadas pelo programa, estão telecomunicações, informática, pesquisa e desenvolvimento, design, ensaios e testes de qualidade.

Para participar do Tecnoparque, as empresas devem apresentar um projeto para análise técnica ao Comitê de Fomento do Município (Cofom) — formado por entidades do setor público e da sociedade civil organizada (como Sebrae-PR, UFPR, PUCPR, UFTPR, Fiep).

Além da oficina programada para esta quinta-feira (10/10), também estão previstos encontros este ano para os dias 24/10, 7 e 21/11 e 5/12.

Mais informações sobre o Tecnoparque e como se inscrever nas oficinas no link.