Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Qualificação

Novo programa leva línguas estrangeiras para 5.000 estudantes da rede municipal

Evento de lançamento e ampliação da oferta de vagas em língua estrangeira nas escolas no auditório do edifício Delta. Na imagem Secretária de Educação Maria Silvi Bacila fala aos presentes - Curitiba, 29/07/2019 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

“Só diminuímos as desigualdades quando aumentamos as oportunidades.” 

A declaração da secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, foi feita durante o lançamento do projeto de Língua Estrangeira nas escolas da rede municipal de ensino, nesta segunda-feira (29/07), na sede da Secretaria Municipal da Educação.

A iniciativa, que leva aulas de inglês, espanhol e italiano a 114 unidades, beneficiará 5.000 estudantes do Ensino Fundamental nesta primeira etapa.

“Com essa proposta, estamos ampliando o acesso ao aprendizado de uma nova língua e abrindo novas oportunidades, agregando valor não somente ao currículo, mas à vida e a formação cidadã de nossos estudantes", diz Maria Sílvia. 

"É um trabalho que também gera inclusão. Ao promovermos o ensino de idiomas, criamos uma comunicação mais abrangente dos estudantes”, complementa.

Qualificação

A Secretaria da Educação ofertará às escolas, a partir deste segundo semestre, profissionais qualificados, materiais didáticos e acompanhamento pedagógico para dar suporte ao trabalho em sala de aula.

As aulas serão ministradas dentro de unidades escolares interessadas; os participantes do projeto de extensão serão acompanhados pelo profissional, considerado apto na seletiva do chamamento e com perfil que corresponda aos critérios destacados pela unidade escolar, mediante entrevista de apresentação na unidade que deseja atuar.

De acordo com superintendente de Gestão Educacional, Elisângela Mantagute, essa proposta também vai qualificar a trajetória de desenvolvimento profissional dos professores que atuarão com o ensino de idiomas.

“Toda a trajetória envolve ações formativas, troca de experiências e constante inovação nas metodologias de ensino”, explicou Elisângela.

Serão ofertadas aulas desses três idiomas nas 114 escolas que fizeram adesão à proposta e aproximadamente 140 professores aptos para realizar o trabalho.  As turmas serão formadas com 8 a 25 estudantes e terão aulas com duração de 50 minutos (hora-aula), duas vezes por semana, após o horário regular.

A inciativa tem o apoio do grupo Opet e do Centro de Cultura Italiana.

Novas culturas

Para a professora Clara Fernanda Elero Portella, da Escola Municipal Donatila Caron dos Anjos, no Uberaba, o projeto será fundamental para oferecer, de maneira criativa e diferenciada, o ensino de inglês.

Formada na área  ela destaca que viu na proposta também um incentivo para investir na própria carreira.

“Estava precisando de um incentivo para voltar a praticar e ampliar as estratégias de ensino de Língua Inglesa. Considero um excelente investimento na educação pública, pois nem todos os estudantes têm a possibilidade do aprendizado fora da escola”, afirmou Clara.

Já a professora Marleide Cristiane Venancio, da Escola Municipal João Amazonas (Tatuquara), acrescenta que o ensino de qualquer língua estrangeira é importante. “Abre portas para novas culturas e conhecimentos, além de oportunidades de trabalho ou de interação”, defende Marleide.