Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Regional CIC

Muro de Cmei ganha arte em grafite com desenhos das crianças

O muro em torno do Centro Municipal de Educação Infantil Jardim Gabineto, no CIC, virou uma tela a céu aberto com ilustrações feitas por crianças de 2 a 5 anos, em setembro. Muita cor, arte e cuidado tornaram o muro, antes pichado, motivo de orgulho da comunidade. Foto: Divulgação

 

O muro em torno do Centro Municipal de Educação Infantil Jardim Gabineto, na CIC, virou uma tela a céu aberto com ilustrações feitas por crianças de 2 a 5 anos, em setembro. Muita cor, arte e cuidado tornaram o muro, antes pichado, motivo de orgulho da comunidade.

O artista local Alex Papini reproduziu, voluntariamente, as figuras feitas pelas crianças. “Reproduzi fielmente os desenhos para que eles reconheçam e se sintam orgulhosos”, comenta Papini.

O curitibinha Ryhan Jhonatan Silva, 3 anos, é um dos artistas orgulhosos. Quando apontou o próprio desenho no muro contou a lição aprendida com a atividade: “não podemos jogar lixo na praça”, diz. Já Lucas Ribeiro, 3 anos, disse que adora desenhar flores.

A professora Caroline Leite Ferraz, que coordenou a atividade, criou o selo Amigos da Praça. A ideia surgiu em uma ação do programa Linhas do Conhecimento, da Secretaria Municipal de Educação.

“A praça é de toda a comunidade e é preciso que as pessoas se sintam pertencentes para que ajudem a cuidar”, diz Caroline.

A professora ressalta, ainda, a importância do envolvimento das outras professoras do Cmei. “Desenvolvemos a ideia em sala de aula e todas as turmas foram representadas no muro. Uma atividade conjunta”, conta.

A Praça Ronald Golias, onde o Cmei é localizado, também recebeu iluminação nova, placa e limpeza. Passou a ser mais frequentada pelos moradores da região e pelos pais dos alunos. Ainda em setembro, o Cmei realizou uma tarde de relaxamento e bem-estar no local.

Segundo Rafael Keiji, administrador da Regional CIC, é importante ter o envolvimento de toda a comunidade para a melhoria do bairro. “Demos apoio técnico e fizemos a troca da iluminação, mas a iniciativa dos professores e dos pais fez toda a diferença”, explica Keiji. 

Linhas do Conhecimento

Há dois anos, o programa Linhas do Conhecimento transforma Curitiba em uma enorme sala de aula, com aulas de campo e propostas lúdicas e culturais em parques, museus e faróis do saber. Neste período, 82 mil estudantes e 8,1 mil professores foram beneficiados.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, explica que o Linhas do Conhecimento foi instituído com a intenção de fortalecer a consciência urbana, a sustentabilidade e o pertencimento. “O Linhas cultiva a semente da `curitibanidade´, que dá frutos como o respeito e o amor à cidade”, disse a secretária.

Sob orientação de uma equipe de profissionais da Secretaria Municipal da Educação e dos professores das unidades, crianças e estudantes percorrem diversos espaços da cidade para estudos e pesquisa, fortalecendo na prática os temas abordados nas salas de aulas. Todo o trabalho segue as propostas dos currículos do Ensino Fundamental e da Educação Infantil.