Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Órgão para transplante

Guardas municipais e agentes de trânsito fazem escolta de um coração

Guarda Municipal de Curitiba auxilia no transporte de órgão para transplante. Foto: Divulgação

 

Com a ajuda da Guarda Municipal e da Superintendência de Trânsito (Setran), um transplante de coração realizado nesta quinta-feira (20/02), na Santa Casa de Misericórdia, salvou a vida de uma mulher. Os guardas e agentes fizeram a escolta do veículo que transportava o órgão, desde o aeroporto do Bacacheri até o hospital no Centro.

O trajeto foi feito em apenas sete minutos, rapidez fundamental no transporte de qualquer órgão para transplante. O coração, por exemplo, pode ficar no máximo quatro horas sem bater e por este motivo toda uma equipe deve ser mobilizada para salvar a vida de quem precisa do transplante.

“Para nós o que mais importa é salvar uma vida. Nossos colaboradores não medem esforços e fazem o que for possível para ajudar neste tipo de situação”, disse secretário municipal da Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel. “Sabemos que quem precisa de transplante já está esperando há muito tempo e o órgão não pode se perder por causa do trânsito de qualquer cidade. Curitiba está sempre pronta e alerta para recebê-los.”

No caso desta quinta-feira, o órgão veio de avião de Maringá. Na escolta, foram mobilizadas duas viaturas, 11 motocicletas e 15 pessoas, entre guardas municipais e agentes de trânsito.

O procedimento foi realizado no início da noite e a paciente transplantada está em observação na UTI do hospital para cuidados pós-cirúrgicos.