Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Sustentabilidade

Fruet avalia encontro de prefeitos com Papa Francisco

Em encontro com o Papa Francisco nesta terça-feira (21), aproximadamente 70 prefeitos de várias partes do mundo, incluindo o de Curitiba, Gustavo Fruet, assinaram um documento se comprometendo em dar atenção ao enfrentamento dos desafios das mudanças climáticas induzidas pelo homem, da pobreza extrema e da exclusão social, incluindo o tráfico de seres humanos, no contexto do desenvolvimento sustentável. Foto: Divulgação Vaticano/FNP

Ouça

0

1/1

Em encontro com o Papa Francisco nesta terça-feira (21), aproximadamente 70 prefeitos de várias partes do mundo, incluindo o de Curitiba, Gustavo Fruet, assinaram um documento se comprometendo a dar atenção ao enfrentamento dos desafios das mudanças climáticas induzidas pelo homem, da pobreza extrema e da exclusão social, incluindo o tráfico de seres humanos, no contexto do desenvolvimento sustentável.

O Papa encerrou, no fim da tarde desta terça-feira, no Vaticano, o workshop “Escravidão moderna e mudanças climáticas: o compromisso das cidades”. Falou sobre o desenvolvimento das cidades e os flagelos causados por esse crescimento, como a ocupação das áreas periféricas pela população mais vulnerável.

De acordo com o Papa Francisco, a expectativa é que a 21ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 21), que acontecerá em dezembro deste ano, em Paris (França), tenha resultados concretos. "Tenho muito esperança que em Paris se chegue a um acordo fundamental, mas para isso é preciso que a ONU se envolva, especialmente na questão do tráfico de seres humanos", disse .

Brasil

Seis prefeitos brasileiros participaram do encontro. Além de Fruet, estiveram no Vaticano Marcio Lacerda – Prefeito de Belo Horizonte (MG) e Presidente da FNP - Fernando Haddad, Prefeito de São Paulo (SP); ACM Neto, Prefeito de Salvador (BA); Paulo Garcia – Prefeito de Goiânia (GO), e José Fortunati - Porto Alegre (RS).

Fruet, que é vice-presidente de Urbanismo e Licenciamento da Frente Nacional de Prefeitos, elencou três pontos da fala do papa Francisco. “É um fato inédito o Vaticano estar realizando um evento com prefeitos. Isso significa que é mais uma instituição de importância mundial que coloca na agenda local um assunto a ser tratado de dimensão mundial. Segundo, uma revelação de um papa urbanista, que estabelece uma agenda ecológica, social, ambiental. Uma visão muito crítica da idolatria à tecnocracia, uma visão muito clara contra as novas formas de escravidão e com relação ao custo social, os passivos ambientais que a humanidade vai criando. E terceiro, destacar que uma tentativa de tirar da retórica e trabalhar na periferia e localmente. Para nós do Brasil é muito importante, uma vez que que a cada dia se dá mais protagonismo aos municípios, a cada dia se entende a pressão e o aumento da demanda sobre as contas municipais e a necessidade de se rever a relação e a redistribuição de competências e principalmente de receitas, destacando que as soluções locais têm demonstrado uma resposta muito mais rápida e eficiente para a população”.

Segundo o prefeito Marcio Lacerda, a maior expectativa é que daqui para frente as cidades sejam reconhecidas como protagonistas nessas discussões. “Isso eu penso que seria o avanço mais importante. Por outro lado, nesse documento, nós falamos dos esforços que se faz no Brasil em relação a questão da sustentabilidade, da redução da pobreza e do papel dos prefeitos e das cidades nessa luta. Falamos também das maiores entidades, a nível mundial, de cidades, que existem e que precisam estar presentes. Lembramos inclusive que na Rio + 20, em 2012, os prefeitos levaram ao presidente da ONU essa reivindicação de maior presença nas discussões”, destacou em seu discurso.

Agenda

Nesta quarta (22), os prefeitos participam do simpósio “Cidades e Desenvolvimento Sustentável” organizado pelo Vaticano.

Na quinta (23), Fruet tem um encontro marcado com o cardeal Dom João Braz de Aviz, prefeito da Congregação dos Institutos para a Vida Congregada. Ainda se encontra com Dom Marcelo Sorendo, assessor especial do Papa Francisco, para o qual entrega um documento da Pastoral da Pessoa Idoso, enviado pelo bispo metropolitano de Curitiba Dom José Peruzzo.

Na sexta, o prefeito de Curitiba estará com Denis Fontes de Souza, embaixador do Brasil no Vaticano, para tratar da comunidade italiana na cidade e oferecer Curitiba como destino turístico. À noite retorna para o Brasil.

  • Com informações da Frente Nacional de Prefeitos