Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Viaduto Pompéia

Famílias transferidas recebem novas casas no Tatuquara

Foi realizado nesta quinta-feira (28), a entrega das unidades do Moradias Creta, bairro Tatuquara. - Na imagem, Enice e seu filho Matheus. Curitiba, 28/11/2019. Foto: Rafael Silva

 

Moradores que haviam sido transferidos para possibilitar a construção das alças de acesso ao Viaduto Pompéia, no Tatuquara, receberam moradias definitivas nesta quinta-feira (28/11). As 15 famílias estavam recebendo auxílio-moradia da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) até que as casas ficassem prontas.

Os 12 sobrados e três casas térreas que compõe o empreendimento Moradias Creta foram construídos graças ao investimento de R$ 1,4 milhão, do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS). O conjunto fica em um terreno na esquina das ruas Jacob Boryca e Lia Garbaccio, ao lado da Unidade de Saúde e Espaço Saúde Vila Pompéia.

“Estas famílias viviam de forma precária em moradias irregulares e agora estarão em segurança, morando em casas e sobrados de alvenaria, documentadas e regularizadas pelo município”, explicou o presidente da Cohab José Lupion Neto.

Caso da trabalhadora autônoma Enice da Silva Spina, 34 anos. Há seis meses ela está recebendo o auxílio-moradia, mas antes vivia em uma pequena moradia de duas peças com o filho Mateus, de 9 anos.

“Era um quarto e uma cozinha, não tinha nem banheiro, eu usava o da casa do meu pai”, lembra ela. “Ainda nem caiu a ficha de que vamos morar em um sobrado, que meu filho vai ter um quarto só para ele. É uma sensação que não tem como explicar, é como começar uma nova vida”, disse, emocionada.

Viaduto

O Viaduto Pompeia foi entregue em setembro de 2015 pela Autopista Planalto Sul/Arteris - concessionária responsável pela rodovia BR-116, mas as estruturas de alças de acesso não foram construídas pela gestão anterior, o que tornava a obra inútil.

Em 2018 o prefeito Rafael Greca determinou a construção das alças e a obra foi entregue em outubro de 2019. O projeto para recuperar a região foi feito pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e as obras foram executadas sob a supervisão da Secretaria Municipal de Obras Públicas.

A Rua Francisco Xavier, que desemboca no viaduto, foi alargada, ficando com nove metros de largura, com duas faixas para o tráfego e mais uma para estacionamento. As obras melhoraram o tráfego e o acesso à região.