Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Regional Tatuquara

Curitibinhas vão conhecer avião da Azul no Afonso Pena

Um protótipo de avião está sendo construído pelo artesão de brinquedos Nélio Ferreira de Souza, que mora em Agudos do Sul. Foto: Divulgação

Curitibinhas do Cmei Erondy Silvério, no Tatuquara, vão conhecer um avião de passageiros de verdade. A empresa área Azul, que opera várias rotas de voos no Brasil e exterior, vai receber os pequenos em uma aeronave na pista do aeroporto internacional Afonso Pena.

De acordo com a diretora Lucineia da Rocha Drohomereschi, só falta a Infraero acertar o dia e horário da visita para o passeio das crianças. A turminha vai conversar com a tripulação e conhecer um pouco da rotina de trabalho dos profissionais.
O tema “avião” tem sido recorrente entre as crianças do Cmei porque a maioria deles manifestou o sonho de realizar uma viagem aérea.

Educação financeira

O desejo se revelou durante as ações do projeto Sonhar, Planejar, Alcançar: Fortalecimento Financeiro para Famílias, que pretende mudar o comportamento de crianças de 3 a 6 anos e seus familiares, com palestras, atividades e aulas sobre educação financeira. O projeto é uma iniciativa das empresas MetLife e DSOP Educação Financeira.

Usando linguagens lúdicas e a simpatia dos personagens da Vila Sésamo, tópicos como consumo consciente, economia, reúso e partilha são abordados de forma apropriada à faixa etária. Os temas, no entanto, não se resumem ao planejamento de finanças, alcançando, por exemplo, a economia de recursos naturais e o empoderamento feminino.

Protótipo de avião

Enquanto a viagem de verdade não acontece, as crianças vão em breve ter um motivo a mais para continuar acreditando no sonho. Um protótipo de avião está sendo construído pelo artesão de brinquedos Nélio Ferreira de Souza, que mora em Agudos do Sul.

O avião terá 4 metros de largura por e metros de comprimento. “O esqueleto do avião está pronto e agora serão colocadas as chapas”, disse Lucineia, que acompanha todos os passos da montagem. O avião terá estrutura de ferro e será coberto com chapas de metal e receberá pintura.

O projeto está sendo financiado com recursos do projeto Sonhar, Planejar, Alcançar, além de uma doação do Aeroclube do Paraná e arrecadação do Cmei.

“A construção está dentro do cronograma. Vamos entregar o avião no dia 14 de novembro, com a presença dos pais e faremos uma retrospectiva de como foi processo até chegar no produto final”, explicou Lucineia.