Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Habitação

Cohab subsidiou Gaeco na investigação de golpe da casa própria

Cohab auxilia Gaeco em investigação. Curitiba, 08/10/2021. Foto: Rafael Silva

 

Na última quarta-feira (6/10), o Ministério Público do Paraná divulgou oito denúncias de estelionato que prejudicaram pessoas interessadas em adquirir moradias do programa habitacional do município em 2017. A investigação só foi possível graças ao processo administrativo estabelecido pela diretoria da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) logo que tomou conhecimento das denúncias.

“Algumas vítimas do golpe nos procuraram para esclarecer a situação, pois as moradias que haviam sido falsamente oferecidas a elas foram entregues para os moradores a quem de fato estavam destinadas. Imediatamente abrimos uma sindicância interna para apurar os fatos”, conta o presidente da Cohab, José Lupion Neto.

Diversas testemunhas e envolvidos foram ouvidos, pesquisas foram realizadas e toda a documentação levantada foi entregue ao Ministério Público, especificamente para o núcleo de Curitiba do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

As informações e documentos obtidos pela Cohab subsidiaram a investigação que acabou desvendando o esquema que prejudicou mais de 140 pessoas, com a participação de uma servidora municipal que foi exonerada. Ela se apresentava como funcionária da Cohab e oferecia agilidade no acesso à casa própria mediante o pagamento de valores entre R$ 1 mil e R$ 5 mil.

As denúncias foram encaminhadas para a 7ª Vara Criminal do Foro Central da Região Metropolitana de Curitiba. Além de estelionato, foram apresentadas denúncias por organização criminosa e lavagem de dinheiro. Além da ex-servidora, integravam a quadrilha outras seis pessoas.

Não caia em golpes

- As convocações de inscritos para oferta de imóveis acontecem por e-mail, no endereço cadastrado no momento da inscrição.

- Os convocados participam de reuniões presenciais na sede da Cohab, onde são apresentados os empreendimentos disponíveis e condições de financiamento.

- A Cohab não solicita nenhum tipo de adiantamento de valores antes da assinatura do contrato, que acontece de forma presencial.

- As cobranças são feitas exclusivamente por boletos e nunca por meio de transferências ou PIX .

- Em caso de dúvida ou suspeita de golpe ligar para o Alô Cohab no 0800 041 32 33 para confirmar se o contato partiu mesmo da Companhia de Habitação.