Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Moradia digna

Cohab Curitiba completa 54 anos com 150 mil famílias atendidas

Fundada em maio de 1965, a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) completa 54 anos de atividade nesta quarta-feira (8/5). - Na imagem, Conjunto Mal Rondon. Foto: Divulgação Cohab

Fundada em maio de 1965, a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) completa 54 anos nesta quarta-feira (8/5). Responsável pela política habitacional do município, em sua história o órgão garantiu moradia para mais de 150 mil famílias, com a entrega de apartamentos, casas, sobrados e lotes.

“Quando a Cohab surgiu, Curitiba tinha pouco mais de 400 mil habitantes. O trabalho da companhia auxiliou que nossa cidade crescesse de maneira planejada, garantindo habitação e infraestrutura para as camadas mais carentes da população”, destaca o prefeito Rafael Greca.

Com a escassez de investimentos do governo federal no setor e a pouca disponibilidade de terrenos na cidade, a Prefeitura tem buscado soluções alternativas para seguir atendendo a demanda por moradia popular, como explica o presidente da Cohab Curitiba, José Lupion Neto.

“Para atendimento a nossa fila de inscritos estamos atuando em parceria com a iniciativa privada, oferecendo condições mais interessantes do que as encontradas no mercado. Mais de mil famílias receberam as chaves de seus lares nos últimos dois anos por meio das parcerias e outras centenas assinaram contrato e aguardam a conclusão das obras”, ressalta.

Em abril, Greca e Lupion estiveram em Brasília, onde conversaram com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães. “Estamos estudando caminhos para ampliar o acesso à moradia, seja com a construção de novos empreendimentos ou garantindo um melhor uso para unidades ociosas e com inadimplência”, esclarece Lupion.

Caximba

Em parceria com o Ippuc, a Cohab está trabalhando no projeto Bairro Novo da Caximba, uma das maiores intervenções socioambientais da história da cidade. Com investimento de R$ 200 milhões e pré-projeto aprovado pela Agência Francesa de Desenvolvimento serão construídas 1.147 novas moradias para atender a população local.

“Em minha primeira gestão como prefeito, em 1993, eu fiz o Bairro Novo no Sítio Cercado. Com dez mil lotes, o que era um vazio demográfico se tornou uma outra cidade dentro de Curitiba. Já em 2016, foi ao ver a situação do povo na Caximba que decidi ser prefeito novamente e ali farei mais um Bairro Novo”, afirma Greca.

História e inovação

O primeiro conjunto habitacional construído pela Cohab Curitiba foi o Vila Nossa Senhora da Luz, na CIC. Com 2,1 mil casas, o ambicioso empreendimento foi entregue para a população em 1967. De lá para cá, a Cohab foi fundamental na expansão urbana da cidade, com mais de 700 conjuntos distribuídos em 40 dos 75 bairros da capital.

A CIC, o Sítio Cercado e mais recentemente o Tatuquara são bairros populosos formados em sua maioria por moradias do programa habitacional do município.

Liberado em abril deste ano, o Moradias Faxinal, no Santa Cândida, foi o último conjunto da Cohab entregue em Curitiba. Parte das 125 casas conta com um elemento inovador: as placas fotovoltaicas que transformam luz solar em energia elétrica para uso doméstico.

“As crianças que aqui vão crescer serão os herdeiros da nova Curitiba. A energia solar veio para ficar, é a Prefeitura de olho no futuro. Essa energia não queima petróleo, não envenena o ar, não polui. A Cohab leva dignidade para as famílias mas também respeita o nosso planeta”, salienta o prefeito.