Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Carnaval 2015

Caçula do Carnaval, Leões da Mocidade leva para a avenida enredo sobre ciganos

09/02/2015 16:15:00

A Leões da Mocidade é a caçula entre as escolas de samba do Grupo A do Carnaval de Curitiba. Em seu oitavo carnaval, vai para a avenida este ano apostando nos ciganos, sua origem, a história, lendas e tradições.

A carnavalesca Marlene Monte Carmelo é a alma da escola. Responsável pela confecção das fantasias, a seu favor contam os mais de 50 anos de experiência no carnaval curitibano e a família, toda no samba, envolvida no trabalho árduo de fazer a escola brilhar na avenida. “A criatividade é o ponto forte da escola. E para impressionar o público, apostamos nos brilhos, como os cristais, lantejoulas, metalóides, plumas e pedras”, conta.

O filho de Marlene, mestre Ewerton Fernando, comanda os 56 integrantes da bateria – a Bafo do Leão, como é conhecida. Em seu primeiro ano na escola, tem completo domínio sobre os ritmistas na sua maneira de desfilar, tocar enfileirados e no andar de maneira uniforme para não desalinhar a formação. “Fui bem recebido e peguei a bateria no zero. Convoquei a comunidade, os parentes e amigos e hoje formamos um pelotão de elite”, afirma.

Na função de ajudar o mestre a guiar os ritmistas, animando a ala de percussão e não deixando o ritmo cair, está Ana Paula Martins, 31 anos, a rainha da Bateria, no posto desde a criação da escola. “Sou atleta. Corro 42 quilômetros em maratonas e já fui vencedora por três anos seguidos. É a minha maneira de manter a forma e ter o pique necessário para cruzar a avenida sambando com leveza e graça”, diz a rainha, que em dias normais, trabalha como confeiteira.

Para o presidente da Leões da Mocidade, Vilmar Alves,  este ano todas as escolas estão no páreo. Não tem favorita. “A Leão da Mocidade sai com mais de 600 integrantes, ânimo e alegria”, diz o folião que há mais de 30 anos participa ativamente do carnaval de rua de diversas agremiações e há oito está à frente da Sociedade Recreativa Beneficente e Cultural Escola de Samba Leões da Mocidade. “A escola tem uma história recente, mas já conseguiu mobilizar foliões em bairros da região sul da cidade – como Boqueirão, Alto Boqueirão, Vila Hauer, e Vila Fanny”, conta ele.

Vilmar está confiante no samba enredo deste ano, composto pela dupla Alex de Souza e Panelão. Para cantar todas as nuances dos ciganos e com a promessa de muito fôlego para encarar a Marechal, estão escalados os intérpretes Leandro Moraes, Vinícios Reis, Eduardo Noá e Amanda Cortes – que vai colocar toda a sua experiência como cantora da noite na avenida. “Era um sonho que vai ser realizado este ano. Só eu sei a emoção que estou sentindo”, diz.

Na Leões da Mocidade, o ofício de mestre-sala está no sangue da família Cruz. O primeiro casal Wannelly e Jeandro, casados há 14 anos, se conheceu na escola e o samba falou mais forte. “Ela tinha apenas 14 anos e já era porta bandeira. Um dia, quando o mestre sala faltou, assumi no susto. “Eu era passista. Minha professora foi a Wannelly. Em 2009 eu recebi o convite, e seríamos o segundo casal da escola, mas deu um problema com o primeiro casal e nós tivemos que assumir”, lembra Jeandro. O filho Jean Luca, de 11 anos, é o integrante com menor idade da bateria. Toca prato. E o pequeno Juliano, de quatro anos, ainda ensaia os passos e a ginga.

A Leões da Mocidade entra na avenida Marechal Deodoro às 23h35 do próximo sábado.

Emoção e empenho marcam carnaval da Realeza

Amanhã, leia no portal da Prefeitura sobre os preparativos da Mocidade Azul para o Carnaval 2015.

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484