Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Turismo

UFC confirma preparo de Curitiba para eventos e gera impacto de R$ 45 milhões

20/05/2016 18:00:00
principal
  • miniatura
Rádio Prefeitura
Radio Prefeitura
UFC confirma preparo de Curitiba para eventos e gera impacto de R$ 45 milhões

A vinda do Ultimate Fighting Championship (UFC) serviu para comprovar que Curitiba está preparada para comportar eventos de porte nacional e internacional. Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (20) mostrou que a cidade ganhou nota 9,24 dos turistas que vieram para o evento e que o impacto econômico do UFC na cidade foi de aproximadamente R$ 45 milhões.

Curitiba já havia passado por uma "prova de fogo" há dois anos, em 2014, quando  sediou quatro jogos da Copa do Mundo do Brasil e teve uma avaliação bastante positiva por parte da FIFA e do Comitê Organizador Local (COL) – organizadores daquele evento.

Agora, o megaevento de lutas passou por Curitiba e também fez história. Foi o maior espetáculo já promovido pela franquia UFC no Brasil - a Arena da Baixada comportou 45,2 mil espectadores - e o terceiro em média de público em todo mundo, atrás dos eventos realizados em Melbourne (Austrália/2015) e em Toronto (Canadá/2011). Com essa presença de público, a cidade ganhou com a realização do espetáculo de artes marciais mistas. Durante a passagem pela capital, o UFC causou um impacto financeiro estimado em R$ 45 milhões, sendo R$ 22 milhões de forma direta e R$ 23 milhões de forma indireta. Isso sem levar em conta a exposição em mídia da cidade, que somente no sistema pay per view tem alcance mundial.

“Curitiba demonstrou mais uma vez que está pronta para grandes eventos e está de braços abertos para recebê-los. Estamos colhendo os frutos de tudo aquilo que foi investido para a realização da Copa do Mundo. As obras de mobilidade para chegada e saída da cidade, acesso ao estádio, recinto multi-eventos, aeroporto criaram uma estrutura que é sempre muito bem avaliada pelos usuários. É o legado da Copa que está aparecendo”, afirmou o presidente do Instituto Municipal de Turismo (Ctur), Caíque Ferrante.

Uma amostra do impacto do UFC no Município já foi conhecida antes mesmo das lutas. No dia anterior aos combates, 15 mil pessoas compareceram ao estádio para acompanhar a pesagem oficial dos atletas. A entrada foi a doação de uma lata de leite em pó. A quantidade arrecadada foi repassada ao Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC), que atende mais de 600 instituições sociais da cidade.

Diante da necessidade de se obter dados mais conclusivos sobre os grandes eventos na cidade, o Ctur pediu uma pesquisa de impacto econômico do UFC ao Observatório de Turismo da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Observatório de Turismo da Universidade Federal Fluminense (RJ). A iniciativa contou com o apoio do Seha (Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação), Abrasel-Paraná, Curitiba Convention and Visitors Bureau (CCVB) e Paraná Turismo.

O coordenador da pesquisa, professor José Manoel Gândara, explicou que foram entrevistadas 811 pessoas na entrada da Arena. Elas responderam perguntas relacionadas a três tópicos: perfil, gastos na cidade e satisfação. Do total de entrevistados, 349 eram residentes em Curitiba ou região metropolitana e 462 visitantes. Dos visitantes, 385 eram turistas e 77 excursionistas (pessoas que não dormem na cidade).

A tabulação dos dados levou em conta apenas as respostas dos visitantes e os resultados foram muito bons para Curitiba. Do público geral, que lotou as dependências da Arena, 19.155 pessoas eram turistas, sendo 97,4 % de brasileiros vindos principalmente do interior do Paraná, seguidos de paulistas e catarinenses. Mas foi um evento nacional, com presença de visitantes de 22 estados brasileiros e também do Distrito Federal. Entre os estrangeiros, a presença mais forte de paraguaios, seguidos de espanhóis e chilenos.

O turista brasileiro gastou em média, por dia, R$ 352, enquanto o estrangeiro, R$ 681,64. O tempo de permanência médio foi de três dias na cidade. “Neste aspecto, a pesagem dos atletas, que aconteceu um dia antes da luta, ajudou bastante na permanência dos turistas”, explicou Gândara. Ainda segundo o professor, os gastos dos turistas em Curitiba foram considerados muito bons, quando comparados com outros eventos que utilizaram a mesma metodologia de pesquisa. “Os gastos foram similares ao do turista que esteve na Copa do Mundo no Rio de Janeiro e três vezes superiores à média de quem esteve no Rock in Rio 2013”, comentou.  

Os gastos se justificam pelo alto poder aquisitivo do turista que esteve na Arena. Mais da metade afirmou ter renda familiar superior a R$ 5 mil: 32,1% mais de R$ 8.881,00 ; 11,7% superior a R$ 7.041 e 13,8% superior a R$ 5,2 mil.

Agradável

As avaliações dos turistas também foram extremamente positivas para Curitiba: 98,5% dos entrevistados afirmaram que recomendariam a visita à cidade para um evento de UFC e a percepção global do visitante, em relação a Curitiba e ao evento, ganhou nota 9,24 de 10 pontos possíveis. “Curitiba tem vantagens em relação a outros destinos. Hotéis com qualidade e bons preços, restaurantes e bares bastante acessíveis e o estádio multieventos bem localizado. A cidade tem estrutura tanto de mobilidade quanto de serviços e tem uma reputação muito boa. Ou seja, Curitiba tem uma marca positiva para atrair eventos”, concluiu Gândara.

Outros números bastante animadores para o Município são que 35,5% dos visitantes no evento estiveram pela primeira vez em Curitiba e 29,8% já vieram à cidade mais de 10 vezes. Isso representa que a capital atraiu um público novo e que gostou do que viu, e também que as pessoas que estiveram em Curitiba gostam tanto do que veem que retornam diversas vezes. Ótimo para o turismo da cidade.

A presença de turistas durante o final de semana do UFC foi confirmada pelo movimento da Linha Turismo. A media diária, no final de semana, é de 1,5 mil embarques. Na sexta (13) foram computados 1.561 embarques; sábado (14), 3.511 embarques e no 2.513 no domingo (15). “O movimento foi tão grande que tivemos que ampliar o número de ônibus da Linha Turismo. A Urbs teve que colocar 18 ônibus para o atendimento aos visitantes, sendo que o normal são oito ônibus para fazer o trajeto”, afirmou Ferrante. 

A única grande reclamação dos visitantes foi quanto ao valor cobrado pelos estacionamentos ao redor da Arena, que chegou a R$ 150.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484