Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Turismo

Projeto SouCuritiba qualifica artesãos para produção de souvenirs originais

18/04/2014 11:00:00

Um dos maiores trunfos de quem viaja é o seu olhar. Diante de paisagens e experiências inéditas, o turista tenta perceber detalhes, viver novas sensações, sentir a alma da cidade. O projeto SouCuritiba, iniciativa do Sebrae-PR em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba e Instituto Municipal de Turismo (CTur), busca materializar essa essência por meio de souvenirs originais, lembranças que vão muito além da tradicional camiseta “Estive em Curitiba e lembrei de você”.

Patrícia Albanez, consultora do Sebrae-PR, explica que iniciativa abre oportunidades de comercialização, principalmente no período da Copa, para os produtores de souvenirs, que, por meio de peças inéditas, manifestam sua identidade e admiração pelos ícones de Curitiba. ‘‘Além de fornecer noções de design e empreendedorismo, o projeto leva o produtor a tentar ver a cidade com olhos de turista’’, diz. 

A Fundação Cultural de Curitiba é uma das parceiras do SouCuritiba e ajuda no acompanhamento e na avaliação dos produtos. Denise Nasser, representante da Fundação no projeto, diz que a parceria é muito importante para a instituição, que tem a oportunidade de adentrar no universo da economia criativa. ‘‘É um momento inédito no qual a Fundação pode iniciar um trabalho em uma área de grande interesse e crescimento’’, afirma. 

Além de fazer parte da comissão gestora do projeto, a Fundação também é uma das responsáveis por mostrar aos participantes um pouco da história e das tradições culturais da cidade. ‘‘Queremos trazer aos criadores a noção de pertencimento e o a compreensão de Curitiba’’, complementa. 

O projeto acontece em três fases. A primeira, focada no empreendedorismo, consiste em palestras e discussões sobre as oportunidades no comércio de souvenirs. Na segunda, os participantes são levados a uma imersão na cultura e na história de Curitiba. E a última é voltada aos conceitos de design e criatividade, trabalhados por meio de consultorias na criação das peças.

Os produtos prontos passam por uma avaliação pela qual são levados em conta os critérios de inovação e qualidade, para estarem aptos para a comercialização pela internet e em pontos estratégicos da cidade.

 Ideias

O agente de viagens Alessandro Guarneri Catenaci criou um objeto diferente: latinhas com o ar de Curitiba. O objetivo era fazer uma brincadeira com a própria lembrança da cidade. ‘‘A ideia é que o turista leve toda a atmosfera da cidade, o friozinho, os pontos turísticos, as pessoas’’, conta. 

De acordo com Alessandro, o projeto também ajudou a se conectar com a capital. Natural de Curitiba, ele conta que visitou pontos da cidade que não conhecia e passou a reparar em detalhes como os postes e os desenhos nas calçadas.

Roberta Junqueira é designer e participa do projeto comercializando bandanas estilizadas com estampas de pontos marcantes da cidade e um acessório chamado “Esvazia bolso”, uma espécie de bandeja que ajuda a manter as miudezas do dia-a-dia em um só lugar. Para Roberta, o mais interessante foi ter a experiência de conhecer mais a história e as sutilezas da cidade. Além da imersão cultural, a visão do turista foi de fundamental importância na criação do produto final para designer. ‘‘Quando estava criando levei em consideração problemas comuns de quem viaja, como o espaço na mala e a praticidade’’, explica.

Noeli Pereira é artesã e tem bastante experiência na criação de souvenirs. Sempre presente nas feiras da cidade, ela desenvolve um trabalho delicado com peças em feltro, como jogos e livros infantis. No projeto, a artesã procurou buscar inspiração na natureza paranaense e criou fantoches e dedoches com pássaros e flores nativas. ‘‘O grande desafio foi produzir algo novo, diferente do que é visto no mercado e do que eu já produzia. Foi aí que surgiu a ideia de usar as aves paranaenses como o João de Barro e a Arara Azul’’, diz.

As peças artesanais são comercializadas nos pontos de venda da marca Leve Curitiba e no Empório Metropolitano. Já a loja virtual vende toda a coleção SouCuritiba.

POSTOS DE VENDA

Lojas Leve Curitiba:

Centro
Rua Monsenhor Celso, 31
2ª a 6ª das 9 às 18 horas.
Sábado da 9 às 13 horas.

Aeroporto Internacional Afonso Pena
2ª a 6ª das 7 às 22 horas.
Sábados, domingos e feriados das?8 às 21 horas.

Teatro Ópera de Arame
2ª a domingo das 9 às 18 horas.

Parque Tanguá
2ª a domingo das 9 às 18 horas.

Jardim Botânico
2ª a domingo das 9 às 18 horas.


Lojas Empório Metropolitano:

Shopping Omar
Entrada pelas Ruas Vicente Machado, 285 e Comendador Araújo, 268 – Loja 21, Piso inferior.
2ª a 6ª das 9:30 às 20 horas.
Sábado das 9:30 às 18 horas.

Mercado Municipal de Curitiba
Av. Sete de Setembro, 1865 – Box 304.
3ª a sábado, das 7 às 18 horas.
Domingo das 7 às 13 horas.


Loja, Café e Livraria do Solar do Rosário
Rua Duque de Caxias, 4 – Centro Histórico.
2ª a 6ª das 10h às 20h
Sábado das 10h às 13h
Domingo das 10h às 14h


Feira do Largo da Ordem
Centro Histórico, barraca na Praça Garibaldi, próximo à Fonte do Cavalo.
Domingos das 09 às 14 horas


Loja Virtual
www.lojasoucuritiba.com.br

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484