Registrar
Acesso à Informação
Pesquisar
Ter, 31/05/16
Previsão do Tempo em Curitiba
maxima minima
20º
15º
Prefeitura Municipal de Curitiba

Trânsito

Projeto de semáforos inteligentes de Curitiba ganha prêmio internacional

17/11/2015 21:49:00
  • Compartilhe

O prefeito Gustavo Fruet recebeu nesta terça-feira (17), em Brasília, o Prince Michael International Awards (PMIRSA), o mais importante prêmio em segurança viária no mundo, conferido à Prefeitura de Curitiba pelo projeto do semáforo para pessoas com mobilidade reduzida, implantado este ano na cidade.

O prêmio foi entregue pela Federação Internacional de Automobilismo (Fia) durante a 2.ª Conferência Global de Alto Nível em Segurança Viária, que reúne representantes de 120 países. Curitiba teve um dos quatro projetos premiados e o único brasileiro. Além de Fruet, receberam o prêmio a secretária municipal de Trânsito, Luiza Simonelli, o gerente de Planejamento e Operação de Trânsito da Secretaria Municipal de Trânsito, Pedro Darci, e o ex-diretor da Escola Municipal de Trânsito, Cassiano Novo.

Essa é a primeira vez que a FIA reconhece um projeto do Brasil de redução de acidente no trânsito.

"Fico muito satisfeito de entregar esse prêmio para Curitiba pelo interesse que a cidade demonstra em segurança no trânsito. Aplaudimos a ajuda que a cidade nos dá e desejamos todo o sucesso no futuro, à medida que avançamos juntos com a importante mensagem da redução de acidentes", disse o príncipe Michael de Kent.

O PMIRSA foi criado em 1987 na Grã Bretanha e foi estendido posteriormente para todo o mundo. É um reconhecimento de iniciativas que contribuem para a Década de Ação Global pela Segurança no Trânsito e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – 2015 a 2030, como modelos a serem seguidos.

"É um incentivo à educação, à conscientização, à busca da cidade por soluções de sustentabilidade, para um trânsito com mais segurança, com redução de mortes e atropelamentos. E também reconhecimento pela inovação por estre trabalho feito pela equipe da Prefeitura, da Secretaria de Trânsito em conjunto com a Universidade Federal do Paraná para trabalhar projetos que possam melhorar a convivência do trânsito da capital", afirmou o prefeito durante a cerimônia de premiação.

Os projetos inscritos no prêmio são avaliados por uma comissão global de segurança viária, um fórum que reúne representantes que trabalham em conjunto para reduzir os índices de violência no trânsito mundialmente, uma parceria entre instituições privadas, públicas e de segurança viária e cujo patrono é o príncipe Michael de Kent, membro da família real britânica.

O objetivo é reduzir a violência no trânsito, apoiando e incentivando iniciativas inovadoras e de impacto positivo na segurança viária. Todos os anos, os exemplos de iniciativas internacionais mais notáveis e de excelência são reconhecidos publicamente. O projeto de Curitiba foi avaliado e reconhecido nos critérios inovação, realização e avaliação, compromisso, bem pesquisado, replicabilidade e sustentabilidade.

O diretor de advocacia e comunicações da Fundação FIA, Avi Silverman, explica os motivos que levaram Curitiba a receber o prêmio. "É vital que as cidades sejam reconhecidas por seus avanços nessa área e Curitiba tem sido incrível. O trabalho feito por Curitiba em segurança no trânsito Curitiba é reconhecido internacionalmente. Sua alteza real Príncipe Michael de Kent trabalha há muitos anos na promoção da segurança viária em nível global. Ele reconhece Curitiba como um exemplo para todo o mundo nessa área”, disse.

Fruet ressalta outros programas da cidade para melhoria de mobilidade e segurança. "Curitiba caminha rapidamente para ter um carro por habitante. Infraestrutura viária tem um custo muito alto. Temos que trabalhar para buscar harmonia sem dar prioridade para um só modal. Por isso são várias medidas em um processo de enfrentamento de costumes, hábitos. Por isso a implantação da Área Calma, diminuindo a possibilidade de acidentes fatais, a Via Calma, mostrando que é necessário compartilhar o espaço público. Sempre lembrando que o mais frágil é o pedestre", disse.

Semáforos inteligentes

O sistema que beneficia pessoas com mobilidade reduzida funciona através de uma botoeira especial acoplada ao semáforo, que é acionada pelos cartões da Urbanização de Curitiba S/A (Urbs). Ao identificar o cartão, o semáforo abre por mais alguns segundos além do programado, permitindo uma travessia mais segura dos pedestres. O tempo de abertura pode ser até 50% maior do que o tempo de semáforo normal.

Os equipamentos podem ser utilizados por 160 mil idosos, 13,2 mil pessoas com deficiência e 6,2 mil aposentados por invalidez que possuem atualmente um cartão de isento habilitado da Urbs. Todos os 120 módulos previstos já foram instalados em 31 cruzamentos de Curitiba que apresentam maior risco de acidentes para pessoas com mobilidade reduzida, próximos a unidades de saúde, hospitais e terminais de ônibus.

"Damos mais segurança para que esse pedestre possa fazer travessia com segurança. É uma tecnologia local, com inovação local, custo zero, mas demonstrando a capacidade de inteligência e inovação de profissionais da cidade de Curitiba", disse Fruet.

Os locais que contam com a nova tecnologia são os seguintes:

01 • Rua 24 de Maio x Rua Pres. Getúlio Vargas (Pça. Ouvidor Pardinho – Unidade de Atenção ao Idoso)

02 • Rua Francisco Raitani (em frente ao Hospital do Idoso)

03 • Rua Ubaldino do Amaral x Rua Amâncio Moro (próximo à Igreja do Perpétuo Socorro)

04 • Rua Amâncio Moro x Rua Mauá (Igreja Perpétuo Socorro)

05 • Rua João Negrão x Rua Pedro Ivo (Terminal do Guadalupe)

06 • Rua André de Barros x Rua João Negrão (Terminal do Guadalupe)

07 • Av. Mal. Floriano x Av. Visconde de Guarapuava (local muitos atropelamentos)

08 • Av. Visconde de Guarapuava x Rua João Negrão (INSS)

09 • Av. Mal. Floriano Peixoto x Rua Pedro Ivo (Praça Carlos Gomes)

10 • Rua Pedro Ivo x Rua Westphalen (Praça Rui Barbosa)

11 • Rua Cap. Souza Franco x Av. Vicente Machado (Hospital da Cruz Vermelha e Hospital Geral de Curitiba)

12 • Rua XV de Novembro x Rua Camões (Associação dos Deficientes Físicos do Paraná)

13 • Av. São José x Rua Fioravante Dalla Stella (Hospital do Cajuru)

14 • Rua Engº Benedito M. Da Silva x Rua Filipinas (UPA Cajuru)

15 • Via Vêneto x Rua Marcos Mocelin (Unidade de Saúde Santa Felicidade)

16 • Via Vêneto x Rua Sta. Bertila Boscardin (Terminal Santa Felicidade)

17 • Rua Anne Frank x Rua Napoleão Laureano (Terminal do Carmo)

18 • Rua Zonardy Ribas x Rua Maestro C. Frank (Terminal do Boqueirão)

19 • Rua Ten. Francisco F. De Souza x Rua Gabriel Corisco Domingues (Terminal do Carmo)

20 • Rua João Gbur x Rua Fernando de Noronha (UPA e Rua da Cidadania Boa Vista)

21 • Rua Canadá xRua Arary Souto (UPA e Rua da Cidadania Boa Vista)

22 • Av. Paraná x Rua Pedro Doska (Unidade de Saúde Santa Cândida)

23 • Av. Comendador Franco x Rua Henrique Mehl (local com muitos atropelamentos)

24 • Rua Nivaldo Braga x Rua Osmário de Lima (Unidade de Saúde Iracema Capão da Imbuia)

25 • Rua Levy Buquera x Rua dos Pioneiros (UPA Sitio Cercado)

26 • Av. Toaldo Túlio x Rua Antônio Scorssin (Unidade de Saúde São Braz)

27 • Rua Lysimaco F. da Costa x Rua Papa João XXIII (Prefeitura)

28 • Rua Dep. Mário de Barros x Rua Carlos Pioli (Igreja do Divino, Celepar, Serpro, Tribunal de Contas e Secretarias do Estado)

29 • Rua Waldemar Kost x Rua Anne Frank (Unidade de Saúde Vila Hauer)

30 • Rua Carlos Klemtz x Rua Adorides Jesus C. Camargo (UPA Fazendinha)

31 • Rua Carlos Klemtz x Rua Gen. Potiguara (Terminal Fazendinha)

  • Compartilhe
Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484