Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Mobilidade

IPPUC apresenta projeto do Ligeirão Norte-Sul à OAB Paraná

23/02/2018 11:21:00

Técnicos do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) apresentaram a membros das comissões de Direito Ambiental e de Direito à Cidade OAB Paraná detalhes da primeira etapa do Ligeirão Norte-Sul que vai ligar o Terminal Santa Cândida à Estação Bento Viana transportando 36 mil passageiros por dia.

A reunião, na noite de quinta-feira (22/02), na sede da OAB em Curitiba, se deu a convite das Comissões da Ordem e foi seguida de debate com a participação do coordenador do projeto no Ippuc, Mauro Magnabosco, da arquiteta Olga Prestes, do setor de Transportes do Ippuc, da procuradora do município Viviane Machado e do presidente do Conselho de Segurança (Conseg) do Batel, Acef Said.

“A OAB foi demandada a avaliar a questão que envolve a mobilidade urbana e a Praça do Japão. A reunião técnica das duas comissões é para subsidiar a OAB e possibilitar a apresentação de argumentos das partes envolvidas”, disse o presidente da Comissão de Direito Ambiental, Alaim Stefanello.

A presidente da Comissão de Direito à Cidade, Cintia Fernandes, ressaltou a importância do diálogo para a obtenção de informações concretas sobre o funcionamento da nova linha de transporte e o real impacto na região. 

Coletividade

Magnabosco apresentou o projeto destacando o benefício à coletividade e o investimento feito pelo município em uma estrutura que está pronta há quatro anos sem operar. “A Prefeitura tem a obrigação de dar retorno à população com o funcionamento da primeira etapa do Ligeirão Norte-Sul para oferecer um serviço melhor de transporte”, afirmou.

O arquiteto do Ippuc lembrou ainda que a primeira fase da nova linha desde o Terminal Santa Cândida à Praça do Japão teve recursos contemplados na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2012, precedida de audiências públicas nas administrações regionais. Foram investidos R$ 16 milhões, nas obras de desalinhamento de 32 estações-tubo que permitem ultrapassagem do biarticulado no eixo das canaletas das avenidas Paraná, João Gualberto e Sete de Setembro. A infraestrutura está pronta desde 2014 sem o funcionamento da linha.

Bento Viana 

Dimensionada para atender à demanda de passageiros do Ligeirão Norte-Sul, a Estação Bento Viana será o ponto final para o desembarque e embarque. Ela tem 53,9 m² e equivale à metade do tamanho da Estação Eufrásio Correia, a maior de todo o eixo, enquanto uma estação convencional tem 18,9 m².

Para retornar ao Terminal Santa Cândida, os ônibus do Ligeirão Norte-Sul contornarão a Praça do Japão, vazios, e com velocidade reduzida, pelo traçado do antigo sistema viário existente. Sem que haja interferência no perímetro original da Praça do Japão, serão executadas correções geométricas e feitos dois acessos.

O presidente do Conseg do Batel, Acef Said, que representa o movimento contrário à implantação da primeira fase da nova linha, apresentou a sugestão de que os ônibus deveriam seguir vazios até o terminal do Portão, sem contornar a Praça do Japão. “Se é provisório, por que o ônibus não vai até o Terminal do Portão sem levar ninguém, faz o contorno e volta?”

A proposta é inviável, segundo os técnicos do Ippuc, tanto pelo fato de não haver infraestrutura de ultrapassagem, o que inviabilizaria a linha na sua proposta e implicaria no prejuízo do funcionamento de toda a rede de transporte na ligação com o sul, como pelo custo de remuneração pelo quilômetro rodado de ônibus biarticulados vazios.

“A quilometragem percorrida é um dos itens que compõem a planilha tarifária. Um ônibus circulando vazio irá transferir o ônus ao passageiro”, explicou a arquiteta Olga Prestes, do Ippuc.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484