Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Educação infantil

Crianças que dormem bem aprendem mais e têm saúde

19/06/2017 11:38:00

Crianças que dormem mal ficam mais irritadas durante o dia e expressam com mais frequência birras, choros e conflitos com os colegas. A observação é da diretora do Centro Municipal de Educação Infantil Vila Leão, no bairro Portão, Simone Soares Bueno. “Estes comportamentos acabam prejudicando a possibilidade de atenção nas atividades propostas e geram impacto negativo no processo de aprendizagem”, completa.

A análise da professora da rede municipal de ensino reflete uma grande preocupação dos profissionais da Secretaria da Educação, de modo especial os que trabalham na Educação Infantil - as turmas do berçário até o maternal. É que apesar de ser considerado momento de suspensão temporária das ações sensoriais e motoras, ao dormir muita atividade é realizada pelo sistema nervoso central da criança.

“E há consequências diretas para a saúde, como fortalecimento do sistema imunológico, secreção e liberação de hormônios (do crescimento, insulina e outros), além do descanso e relaxamento da musculatura. Durante o sono ocorre também a reposição de possível déficit energético e a fixação da memória recente”, afirma a pediatra Ana Paula Martins Nelli.

Cantigas, aconchego e higiene

Canções de ninar, organização do ambiente e alguns cuidados, como limpeza e higienização de espaço, fazem parte da rotina que prepara o momento de descanso para os pequenos nas creches municipais.

“Nos espaços de educação infantil da rede observamos a necessidade de organizar rotinas que sejam flexíveis para atender à necessidade dos pequenos”, destaca a diretora do Departamento de Educação Infantil, na Secretaria Municipal da Educação, Elidete Zanardini Hofius.

Ela também esclarece que geralmente as unidades iniciam uma rotina quando as crianças completam o primeiro ano de vida. “Nesta fase as crianças ainda não construíram horários de sono tão fixos na unidade e por isso é necessário organizar pelo menos um momento no período da manhã e outro à tarde”.

Com as crianças próximas de 2 e 3 anos, um período passa a ser suficiente e para as acima de 4 anos, o fundamental é a oferta e organização de situações de maior tranquilidade e descanso, sem a necessidade de um momento para que todo o grupo durma.

 

 

Palavra do Especialista – Pediatra Ana Paula Martins Nelli

Quanto tempo a criança deve dormir?

A quantidade de sono varia em função da faixa etária e das características individuais. Nos primeiros quatros meses de vida, um bebê costuma dormir até 17 horas por dia, enquanto uma criança de 3 anos se satisfaz com 9 horas de sono contínuo durante a noite e uma soneca de 1 ou 2 horas durante o dia. A partir desta idade diminui a necessidade de sono diurno e a criança já se aproxima do padrão adulto, cujas variações podem ser classificadas em dois grupos: os que dormem de 8 a 9 horas por dia e os que dormem de 5 a 6 horas.

 

Como organizar o espaço?

É importante deixar o espaço aconchegante, livre de fontes diretas de luz e ruídos externos. A luminosidade deve permitir escurecer um pouco o ambiente, mas não ficar demasiadamente escuro para que a criança diferencie o sono noturno do diurno.  

Outro aspecto importante é a ventilação na sala, que deve promover a circulação do ar, sendo também necessário verificar se é preciso colocar umidificadores ou recipientes com água nos dias secos, ou aquecedores nos dia frios.

 

Em relação à higiene, é preciso pensar no cuidado com o chão e com as paredes, organizar uma limpeza e desinfecção diária dos colchonetes com produtos adequados, além do cuidado com lençóis e fronhas de travesseiros. Esses precisam ser de uso individual, não apenas pela necessidade de prevenção de doenças, mas também porque esse objeto carrega uma história interacional com ela: seu cheiro, a lembrança de um momento mais íntimo vivenciado no ambiente familiar.

Estabelecer um ritual sempre igual para a hora de dormir (banho, mamar, contar uma historinha). A criança deve ir para a cama acordada. Se o bebê dormiu enquanto era amamentado, você deve acordá-lo antes de colocá-lo no berço. O bebê deve saber onde vai iniciar o seu processo de sono.

 

 

É interessante brincar antes de dormir?

O sono pode ser precedido por brincadeiras mais tranquilas ou atividades de relaxamento. Também é importante utilizar marcadores de rotina para que as crianças consigam ter uma previsibilidade do que vai acontecer. Uma música adequada ou a leitura de um livro podem auxiliar as crianças a se desligarem das demais atividades e estímulos.

Carinhos transmitem segurança e bem-estar. Assim como ter em mãos um objeto pessoal, tal como a chupeta para as crianças que fazem uso, o bichinho ou outro objeto que possa deixar a criança tranquila. A presença de um adulto é fundamental para segurança.

 

É necessário ter hora certa para dormir?

É importante que todos tenham um horário aproximado, alguma regularidade para dirigirem-se à cama. Desligue celulares, computadores ou ainda televisão quando estiver próximo ao horário de dormir. Nosso cérebro precisa ser “informado” de que está chegando a hora de “se desligar”. 

E finalmente: crianças e jovens imitam o comportamento dos mais velhos. De nada adianta falar, se não conseguimos nos tornar um bom exemplo a ser seguido.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484