Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Viva Barigüi

Planejamento Estratégico para Revitalização da Bacia do Rio Barigüi

22/03/2007 12:50:00 | Autor: IMPRENSA | Fonte: SMMA

 

 

 

 

     

    • Nos três trechos, a Prefeitura avaliará a situação das ligações irregulares de esgoto. A fiscalização será intensificada ainda neste semestre. Além das residências, serão verificadas as condições das redes de coleta e tratamento, de responsabilidade da empresa concessionária Sanepar. Serão pedidas providências para corrigir tanto as ligações irregulares como as possíveis falhas na rede, com objetivo de reduzir o grande volume de carga orgânica lançado diariamente na bacia do rio Barigüi.
    • Paralelamente às ações de fiscalização e infra-estrutura, a Prefeitura desenvolverá um amplo trabalho de educação ambiental e mobilização social, envolvendo escolas, clubes de serviços, comunidades, empresas e organizações não-governamentais e universidades entre outras organizações sociais.
    • Na administração municipal estão envolvidas diretamente nos projetos as secretarias do Meio Ambiente, Obras, Urbanismo, Educação, Planejamento além da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (COHAB) e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC).


               Dados Gerais

    •  O rio Barigüi tem 60 quilômetros de extensão. Nasce em Almirante Tamandaré, a 15 quilômetros de Curitiba, e atravessa a capital do Paraná até desaguar no rio Iguaçu, na divisa com Araucária. Percorre 45 quilômetros em Curitiba.
    • Em Curitiba, a bacia do Barigüi banha 144 quilômetros quadrados do território em 25 dos 75 bairros do município.
    • Ao longo da bacia do Barigüi vivem 30% da população de Curitiba (457.571 habitantes).
    • Os principais afluentes da bacia do Barigüi são: rios Uvu, Ribeirão dos Miller, Campo Comprido, Vila Formosa, Cascatinha, Ribeirão do França, Campo de Santana, o córrego Vista Alegre e os arroios do Pulador e do Andrade.
  •  Instrumento de planejamento estratégico que estabelece diretrizes com ações imediatas e de médio e longo prazos para revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Barigüi, que abrange um terço do território da cidade e um terço da população de Curitiba.
  •  Com este instrumento, a Prefeitura de Curitiba priorizará recursos para investimentos em obras de infra-estrutura, ações de fiscalização e de educação ambiental, buscando o envolvimento da população no processo de revitalização da Bacia do Rio Barigüi.
  •  O Planejamento estratégico tem por objetivo reverter situações de degradação da bacia, adotando medidas para preservação de nascentes, conservação de ambientes naturais ainda existentes na região, re-ordenamento das áreas de ocupação irregular às margens do rio. Todas estas ações serão acompanhadas da recomposição da vegetação nativa e, conseqüentemente, melhoria da qualidade hídrica da bacia.
  •  Além de atender à principal prioridade, que é despoluir os rios que compõem a bacia, a Prefeitura fará, gradativamente, obras de infra-estrutura para consolidar o Parque Linear do Rio Barigüi, interligando parques, bosques e áreas de lazer já existentes com novas unidades de conservação que serão instaladas.
  • Ao Longo do Parque Linear serão aproveitados trechos do sistema viário existente e criadas novas ligações, inclusive com pistas de caminhadas e ciclovias, formando a Via Parque, uma avenida com paisagismo e arborização, dotada também de sinalização e iluminação exclusivas, que delimitará as áreas de preservação, evitando ocupações irregulares ao longo das margens.
  • Pelas características de uso e ocupação, o Planejamento estratégico da Bacia do Rio Barigüi foi dividido em três trechos:
     
  • Primeiro trecho - Vai da divisa com Almirante Tamandaré, onde o rio entra em Curitiba, até o parque Barigüi. Nesse trecho está sendo estudada a incorporação de novas áreas aos parques Tanguá, Tingüi e Barigüi para integração dos parques, oferecendo mais espaço de preservação ambiental e de lazer para a população.
  • No primeiro trecho da bacia já está sendo feito o desassoreamento do lago do parque Barigüi, obra prevista neste Planejamento Estratégico.
     
  • Segundo trecho - Vai do parque Barigüi até a rua Ciro Correia Pereira, no bairro CIC. É o perímetro mais urbanizado. Nele será implantado, ainda em 2007, um novo parque, o da Biodiversidade, que fará parte do Parque Linear do Rio Barigüi. Também serão revitalizadas áreas de lazer, como o parque Mané Garrincha.
  • Ainda neste trecho serão feitas lagoas de acumulação, para conter a água da chuva em períodos de cheias e diminuir os riscos de inundações.
     
  • Terceiro trecho - O menos urbanizado da bacia, vai da rua Ciro Correia Pereira até onde o rio Barigüi deságua no rio Iguaçu. Serão criados dois novos parques que, além de serem integrados ao Parque Linear do Rio Barigüi, contribuirão para preservação das margens do rio e para conservação de importantes maciços florestais ainda existentes nesse trecho da bacia. 
  • Em todos os trechos serão priorizados recursos pela política de habitação do município, para re-ordenamento das Áreas de Preservação Permanente ocupadas irregularmente.
  • Outro mecanismo usado pelo município para preservação de áreas ao longo da bacia é a Reserva Particular do Patrimônio Natural Municipal (RPPNM) que, por meio de incentivos legais, estimula proprietários de áreas verdes localizadas no meio urbano a preservá-las. Com a RPPNM, os proprietários podem transferir 100% do potencial construtivo para outras áreas da cidade.


    Fiscalização e Educação Ambiental

 

 

 

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484