Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Alegria de viver

Sons de Elvis e Jovem Guarda movimentam turma de idosos do Bairro Novo

Aula do professor Rodolfo Arantes, ginásio do Bairro Novo. Curitiba, 10/06/2019. Foto: Valdecir Galor/SMCS

Ao som de Elvis Presley, de canções da Jovem Guarda, entre outros embalos que marcaram época, o professor Rodolfo Abrantes reúne duas vezes por semana um grande grupo de alunos, a maioria da terceira idade, no Ginásio do Bairro Novo. São os participantes do projeto Idoso em Movimento, da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude.

Depois de um tempo afastado e de muita reclamação dos alunos, Abrantes reassumiu a turma. Em média, a atividade reúne cerca de 70 pessoas no inverno.

“No verão chega a 150 alunos”, conta o professor, que diz ainda que é o grupo que tem menos rotatividade. “Eles são um público fiel”, resume.

“Quando ele saiu, muita gente desistiu de fazer exercício aqui. Ele voltou há pouco mais de dois anos e os alunos voltaram também. Ele é muito divertido, nota mil”, define Natalícia Aparecida de Oliveira, a Cida, que é “ajudante” do professor nas aulas.

Além da ginástica, ela pratica hidroginástica, futebol e zumba. “Venho aqui de segunda a sexta-feira”, conta ela, que tem 54 anos e há 23 vive em Curitiba. 

Música e bom humor

Além da música que acessa a memória afetiva dos alunos e os faz cantar junto, o professor assovia alto, usa os gestos para avisar ao grupo como cada exercício deve ser feito, faz piadas, brincadeiras e assim prende a atenção da turma. Os participantes não tiram os olhos do instrutor, que faz junto com eles toda a atividade.

A aula do Idoso em Movimento proporciona o desenvolvimento físico, com o fortalecimento muscular e a melhora da parte metabólica. A atividade também traz benefícios psicológicos.

Ele explica que, em geral, é uma faixa etária que costuma sofrer com dores e limitações. As atividades trabalham principalmente força, e também flexibilidade e mobilidade. “São movimentos de fácil execução, mas exigem coordenação motora. E eles têm capacidade para fazer os exercícios”, garante. 

Aos 71 anos, Maria Augusta Avanço, participa das aulas há um ano e notou diferença. “Tenho fibromialgia e estou 100% melhor. O meu alívio foi aqui. O mais difícil é levantar de manhã”, brinca Maria Augusta. As aulas do Idoso em Movimento são às segundas e quartas, das 8 às 9 horas.

Recompensa

Rodolfo Abrantes é natural de Piraju, interior paulista, e ex-atleta de handebol. Estudou em Londrina e em 2004 veio de moto com sua mudança para Curitiba. Neste ano, ele vai comemorar 10 anos de trabalho na Prefeitura de Curitiba.

“Sempre me acertei com esse público da terceira idade. Acho que é porque sou do interior, convivi com gente mais velha”, declara o professor que, antes da Prefeitura, trabalhou na iniciativa privada.

Na opinião do professor, cada vez mais os idosos têm procurado se cuidar. “Eles não ligam de passar dos 100 anos de vida, mas não querem depender dos outros, querem uma velhice saudável”, analisa.

“Eu ainda era estagiário quando uma vez, há muito tempo, depois de algumas aulas, um aluno de mais de 80 anos veio me dizer que tinha conseguido cortar as unhas dos pés. Parece algo tão simples e fácil, mas pra ele não era. Ali eu vi na prática a importância da atividade física para esse público”, conta com alegria.

Além das atividades de ginástica do Idoso em Movimento, no Ginásio do Bairro Novo, a população pode praticar ainda basquete, condicionamento físico, escalada esportiva, capoeira, futsal, vôlei, jiu-jitsu, judô, futebol sintético e ioga.