Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Prevenção

Saúde apresenta plano de prevenção ao novo vírus

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS) apresentou em audiência pública na Assembleia Legislativa do Paraná, o plano de contingência elaborado pelo município para enfrentamento ao novo coronavírus. Curitiba, 13/02/2020. Foto: Levy Ferreira/SMCS

 

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS) apresentou nesta quinta-feira (13/2), em audiência pública na Assembleia Legislativa do Paraná, o plano de contingência elaborado pelo município para enfrentamento ao novo coronavírus. A reunião convocada pelo deputado estadual Michele Caputo envolveu várias entidades municipais e estaduais da área de saúde.

Além da apresentação do plano de trabalho, foram mostrados informes técnicos e fluxogramas elaborados pela equipe técnica da SMS.  A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, reforçou a importância de que a população adote hábitos de prevenção, que valem não apenas para o novo vírus, mas também para diversas outras doenças.

“Higienizar as mãos, utilizar lenço descartável, cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, manter ambientes bem ventilados. São hábitos simples que devem se tornar rotineiros”, enfatizou Márcia.

Márcia esclareceu que Curitiba está preparada para atuar. “Mais de 500 profissionais de saúde de serviços públicos e privados já foram capacitados nas últimas semanas. Hospitais de referências, manejo clínico e estratificação de gravidade dos casos, também já foram definidos”, contou.

O deputado proponente da audicência pública, Michele Caputo elogiou as medidas adotadas por Curitiba, como as capacitações dos profissionais. “Gostaria de parabenizar a secretária Márcia, pelas medidas, estive em uma das capacitações e achei excelente, inclusive pedi para que ela seja replicada aqui hoje”, elogiou.

Segundo o deputado, o objetivo do evento foi esclarecer as verdades e mentiras sobre o novo coronavírus, para manter a população informada. “Nós temos que trabalhar a verdade epidemiológica, precisamos promover o esclarecimento para a população. Desmistificar sem deixar de dar a devida importância ao tema”, justificou Caputo.

Ministério da Saúde

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, que não pode comparecer fez sua participação por videoconferência. Ele abordou o histórico da nova infecção no mundo e colocou passo a passo como o Ministério da Saúde traçou o plano de ação de enfrentamento ao COVID-19. 

Wanderson esclareceu que ao elevar o risco do país e declarar situação de emergência pública, o Ministério da Saúde ganhou agilidade na adoção de medidas preventivas. “Nós estamos trabalhando na aquisição de insumos, de medicamentos, de equipamentos. Estamos trabalhando também na ampliação da capacidade laboratorial, inclusive em breve iremos capacitar o Laboratório Central do Paraná (Lacen-Pr) Lacen Paraná para realização de exames diagnósticos do novo vírus", disse.

“No Brasil como não há casos confirmados nós estamos na fase de contenção, trabalhando em investigar todos os casos suspeitos como objetivo de evitar a transmissão. Caso tenhamos alguma confirmação entraremos em nova fase. Mas já estamos preparados”, contou.

O secretário disse que os secretários de saúde do Estado do Paraná, Beto Preto, e do município de Curitiba, Márcia Huçulak, estão em constante comunicação com o governo federal. 

Presenças

Participaram do evento a presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren-PR), Simone Peruzzo, o procurador de justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional da Promotoria de Justiça e Proteção à Saúde Pública do  Ministério Público do Estado do Paraná, Marco Antônio Teixeira, a coordenadora substituta de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegários do Paraná, Daniela Dornelles, o representante do Conselho Estadual de Saúde do Paraná (CES), Paulo Santana, o secretário geral do Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR), Luiz Ernesto Pujol, a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Paraná (CRM-PR), Mirian Ramos Fiorentin, a presidente do Conselho de Biomedicina do Paraná, Janaína Naumann, a coordenadora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, Acácia Nasr.