Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Pioneirismo

Restaurante do Capanema serve 488 mil refeições no almoço em quatro anos

Restaurante Popular do Capanema. Na imagem: Maria das Graças Silveira Boeira. Curitiba, 12/01/2022. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

 

Maria das Graças Silveira Boeira, 60 anos, trabalha como segurança num estacionamento próximo ao Restaurante Popular do Capanema, no Jardim Botânico. Graças à refeição mais em conta e nutritiva oferecida no espaço da Prefeitura, ela vem conseguindo economizar com a alimentação mesmo durante a pandemia, que tem aumentado o seu custo de vida e comprometido o orçamento mensal. “Eu economizo já que pago R$ 3 e não teria como cozinhar um prato tão completo e balanceado”, garante.

Maria das Graças é uma das 488 mil pessoas beneficiadas com os almoços do Restaurante Popular do Capanema, desde a reinauguração do espaço pelo prefeito Rafael Greca há exatos quatro anos, no dia 18 de janeiro de 2018. O local, sob o Viaduto do Capanema, no Cristo Rei, esteve fechado por quase 20 anos, entre 2000 e 2017.

A importância do Restaurante Popular do Capanema, um dos cinco administrados pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), é confirmada por outros frequentadores do local, que funciona para almoço de segunda a sexta, das 11h30 às 14h, oferecendo 500 refeições por dia ao preço de R$ 3 (cada).

A vendedora ambulante Maria Paula Rodrigues, 69 anos, trabalha na Rua XV de Novembro e faz questão de almoçar todo dia no Restaurante Popular do Viaduto do Capanema. “Eu moro sozinha, então é muito mais simples vir almoçar por aqui, do que cozinhar”, justifica. Ela garante que o preço da refeição ajuda a economizar. “Eu como bem e pago pouco”, elogia ela, que tem como renda principal uma pensão por morte do marido.

O aposentado Cássio Machado, 60 anos, frequenta diariamente o Restaurante Popular do Capanema, que sempre traz no cardápio arroz, feijão, carne, acompanhamento, salada e sobremesa. “Onde mais eu encontraria uma refeição tão completa por um valor tão baixo?”, elogia. Segundo ele, se não pudesse almoçar no restaurante do viaduto, provavelmente, comeria uma coxinha ou x-salada. E, nem pensar, segundo ele, fazer a mesma refeição, a R$ 3, em um outro estabelecimento que oferece buffet ou almoço por quilo.

Os cinco restaurantes populares da Prefeitura (Matriz, Sítio Cercado, CIC/Fazendinha, Pinheirinho e Capanema) têm como missão garantir uma alimentação saudável a preços mais baixos. Idosos, trabalhadores de baixa renda e desempregados são os principais públicos dos almoços servidos nas unidades.

Mesa Solidária

Aberto pela primeira vez em novembro de 1993, durante a primeira gestão do prefeito Rafael Greca, o Restaurante Popular do Capanema conquistou o Brasil pela proposta pioneira de oferecer refeições de qualidade, na época, a R$ 1. A construção foi fechada no começo de 2000 e, durante quase duas décadas, o imóvel foi usado por pessoas em situação de risco e usuários de drogas, sendo reaberto em 2018.

"A reabertura há quatro anos, além de garantir alimentação de qualidade para as 488 mil pessoas atendidas até o fim de 2021, também propiciou uma revitalização da região, que ainda foi beneficiada com a instalação de um posto da Guarda Municipal, do lado do restaurante, e um posto de atendimento da Fundação de Ação Social (FAS)", destaca Luiz Gusi, secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

Ele lembra ainda o Restaurante Popular do Capanema é um dos quatro espaços do município que integram o Mesa Solidária, programa da Prefeitura e parceiros que oferece refeições gratuitas a pessoas em situação de rua. No local, são servidas de graça 250 marmitas por dia, das 19h às 22h, inclusive sábados e domingos. No domingo, também é ofertado café da manhã gratuito.

Além do Restaurante do Capanema, também são pontos do Mesa Solidária o Restaurante Popular da Matriz (Centro), o Centro POP Plínio Tourinho (Rebouças) e o Luz dos Pinhais (atrás da Catedral). Nos quatro pontos, 594 mil refeições foram servidas gratuitamente desde 2019.

Programa

Os cinco restaurantes populares da Prefeitura (Matriz, Sítio Cercado, CIC/Fazendinha, Pinheirinho e Capanema) são frequentados, diariamente, por 4,7 mil pessoas, que têm acesso a um cardápio balanceado, a R$ 3, incluindo sobremesa.

A maioria dos locais funciona para almoço de segunda a sexta-feira, das 10h às 14h (com exceção do Capanema que abre a partir das 11h30). O cardápio muda todo dia e é formado sempre por seis itens: arroz, feijão, carne, um acompanhamento, salada e sobremesa. Além dos almoços servidos nos próprios restaurantes populares, os frequentadores podem comprar marmitas para levar para casa.

Nos locais, ainda há todo um cuidado para reduzir a chance de contágio da covid-19, com os estabelecimentos seguindo os protocolos do município, com oferta de álcool em gel, obrigatoriedade do uso de máscara enquanto não estiver se alimentando e orientação para que seja mantido o distanciamento social. 

Confira os endereços dos cinco restaurantes populares da Prefeitura.