Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Vida nova

Rapaz encontra incentivo em serviços da FAS para deixar as ruas

Decidido a deixar a rua, rapaz encontra incentivo em serviços da Prefeitura. - Na imagem, Thiago Zaze Ruis. Curitiba, 07/02/2019. Foto: Ricardo Marajó/FAS

Há 35 dias a vida do desempregado Thiago Zaze Ruis começou a mudar. O marco da virada foi a chegada ao Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) Rebouças, da Fundação de Ação Social (FAS). E também a possibilidade de ficar no hotel social contratado pela Secretaria Municipal da Defesa Social para pernoite do público encaminhado pelas equipes dos Centros Pop.

Depois de inúmeras tentativas da FAS de trazê-lo para a sua rede de atendimento, desta vez foi Thiago quem procurou o Centro Pop, determinado a parar de dormir na rua. Essa já era a sua rotina em 2002, data da primeira abordagem social da Fundação. Depois disso, o rapaz mudou para Maringá e voltou para Curitiba, quando foi novamente abordado por educadores sociais em 2009, 2017 e 2018, sempre sem sucesso.

Tão logo começou a frequentar as unidades de atendimento social da Prefeitura, Thiago começou a providenciar sua documentação. “Ele está muito empenhado em dar um novo rumo pra vida dele”, resume a coordenadora do Centro Pop Rebouças, Juliana Goulart, que o recebeu e encaminhou para a unidade de pernoite.

Dedicação

Com 36 anos, até então a certidão de nascimento era o único documento que Thiago teve na vida, porém, não estava mais com ele. Foi, então, atrás da segunda via do documento e deu entrada no pedido da carteira de identidade, do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e, por último, no documento de reservista das Forças Armadas.

Para custear as taxas dos documentos, arregaçou as mangas. Voltou para as ruas, mas para trabalhar. Assim, com o dinheiro conseguido com a venda de balas em sinaleiros e ajudando a estacionar e a vigiar carros, em poucos dias levantou a importância necessária.

Faltava a carteira de trabalho, que ele começou a providenciar nesta quinta-feira, sem custos, na agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine) da Matriz, também da Prefeitura. “Meu esforço agora, com a ajuda de Deus, vai ser pra arranjar um emprego”, afirma ele, que não perde tempo e aproveita todas as oportunidades oferecidas pela equipe do Centro Pop - local onde ele passa as tardes em atividades diversas quando não está correndo atrás de alguma providência para colocar em dia a vida civil.  

Enquanto espera a carteira de trabalho ficar pronta, o rapaz se organiza para fazer dois cursos rápidos oferecidos pelo Serviço Nacional do Comércio (Senac). 

As aulas começam na próxima segunda-feira (11/2) e Thiago está ansioso. “Nunca fiz nada nessa área, mas estou com muita vontade de aprender e conseguir uma vaga em restaurante ou lanchonete”, revela ele.