Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Inclusão

Prêmio banca novo aplicativo de transporte inclusivo em Curitiba

O prefeito Rafael Greca recebeu nesta terça-feira (5/2) a visita de consultores da Bloomberg Philantropies que irão contribuir para a implementação do projeto "Transporte para Inclusão" - um aplicativo de georreferenciamento que visa a dar mais eficiência à Linha Acesso, serviço gratuito de transporte que beneficia 1.500 pessoas com deficiência na cidade. - Curitiba, 05/02/2019 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

O prefeito Rafael Greca recebeu nesta terça-feira (5/2) a visita de consultores da Bloomberg Philantropies que irão contribuir para a implementação do projeto “Transporte para Inclusão” – um aplicativo de georreferenciamento que visa a dar mais eficiência à Linha Acesso, serviço gratuito de transporte que beneficia 1.500 pessoas com deficiência na cidade.

A implantação do projeto será acompanhada pela Delivery Associates, Guilherme Trivellato e Evelyn Lo, empresa de consultoria contratada pela Bloomberg Philanthropies.

A reunião com o prefeito faz parte da primeira etapa da execução do aplicativo, que recebeu aporte de US$ 50 mil da Bloomberg Philantropies em setembro de 2018. O projeto de Curitiba foi um dos finalistas do Bloomberg Philanthropies Mayors Challenge.

LEIA MAIS

 

“O reconhecimento nos orgulha e mostra que estamos no caminho certo com o Vale do Pinhão e todas as iniciativas que favorecem a nossa smart city. Nossa cidade é inteligente e inclusiva”, disse Greca.

 

Espera menor

A ideia é que o aplicativo otimize o tempo de espera e que mais pessoas sejam atendidas pelos serviços da Linha Acesso, cuja frota é composta por nove de micro-ônibus que diariamente fazem o transporte de pessoas com deficiência em todas as regionais.

O transporte faz o translado de ida e vinda da residência a serviços de saúde, como consultas, exames e  reabilitação. Hoje o atendimento mensal é de 1.500 pessoas com deficiência.

Para Denise Moraes, coordenadora da Assessoria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a roteirização da linha irá garantir o atendimento mais eficiente para os usuários.

 

Trabalho conjunto

O projeto foi coordenado por equipes técnicas do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e Urbanização Curitiba (Urbs), com a participação da engenheira Rosângela Battistella (Setran), o suporte do Conselho da Pessoa com Deficiência, da Assessoria da Pessoa com Deficiência, por intermédio de Fernanda Primo e da assessoria de Informação e Tecnologia. Também participaram da reunião o assessor de Relações Internacionais da Prefeitura, Rodolpho Zannin Feijó;  o presidente da Urbs, Ogeny Maia Neto; Liana Vallicelli, Marcia Krama e Ana Paula Bertolini, da equipe técnica do Ippuc.