Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Relações internacionais

Prefeito recebe lideranças da comunidade muçulmana de Curitiba

Prefeito Rafael Greca, recebe a visita do Sheik Vahid Khodabakhshi, do Presidente da (SBMPR) e Cônsul Honorário do Líbano;Nizar Hahcem, do Sr. Gamal Oumairi, Diretor Religioso da SBMPR e do Sr. Sayed Amir Hachem, Líder Espiritual da SBMPR. Curitiba, 25/11/2021. Foto: Ricardo Marajó / SMCS

 

O prefeito Rafael Greca recebeu nesta quinta-feira (25/11), no Palácio Solar 29 de Março, o presidente da Sociedade Beneficente Muçulmana do Paraná (SBMPR), xeique Vahid Khodabakhshi, o cônsul honorário do Líbano, Nizar Hahcem, o diretor religioso da SBMPR, Gamal Oumairi, e o líder espiritual da sociedade, Sayed Amir Hachem.

Acompanhado do chefe de Relações Internacionais da Prefeitura, Rodolpho Zannin Feijó, Greca ouviu as demandas da comunidade islâmica de Curitiba e conheceu um pouco mais sobre a Sociedade Beneficente Muçulmana do Paraná.

“É com muita alegria que recebo os nossos amigos muçulmanos aqui no Palácio Solar 29 de Março. Neste fim de ano todas as crenças e religiões são iluminadas pela Luz do Pinhais e unidos temos esperança em um futuro mais fraterno e feliz”, disse Greca.

Cultura árabe

A Sociedade Beneficente Muçulmana do Paraná, no bairro São Francisco, surgiu para apoiar os imigrantes muçulmanos que chegavam a Curitiba. Atualmente promove diversas atividades culturais, educacionais e religiosas, servindo de referência àqueles que querem aprender sobre a cultura árabe e islâmica.

No local está em plena atividade uma escola de ensino fundamental – a Escola Brasileira-Árabe de Curitiba – e uma creche. À noite, há turmas para ensino do idioma árabe.

Comunidade muçulmana

Atualmente vivem em Curitiba cerca de 1,5 mil muçulmanos, entre imigrantes, descendentes e brasileiros convertidos. A maior parte dos árabes muçulmanos que vive na cidade é de origem libanesa, seguida de palestinos e sírios.

Entre os libaneses, é significativa a presença de pessoas oriundas das cidades de Hermel e Baalbek, situadas no Vale do Bekaa, além de Khirbat Roha e Jezzini.

A mesquita

Templo religioso da comunidade muçulmana de Curitiba, foi inaugurada em 1972. Seu estilo arquitetônico islâmico possui uma cúpula central, ladeada por duas torres denominadas “minaretes” (do árabe “manar”, ou “torre”).

Sua construção foi orientada em direção à cidade sagrada de Meca, conforme determinam as prescrições religiosas. O interior é completamente forrado com legítimos tapetes persas e decorado com mosaicos islâmicos feitos a mão. Na parte inferior, conta com escritórios, biblioteca e anfiteatro.

O projeto da mesquita foi idealizado por Kamal David Curi, um cristão de origem árabe, e a sua construção levou cerca de dois anos. No Centro Histórico de Curitiba, o prédio se destaca em meio a outras construções