Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Patrimônio

Obras da cobertura do Palácio Belvedere estão quase prontas

O Palácio Belvedere deverá ter concluídas as obras da cobertura para que seja possível dar sequência aos trabalhos de restauro do edifício, que foi atingido por um incêndio em dezembro de 2017. Curitiba, 08/02/2019. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

Até o fim deste mês, deverão ser concluídas as obras da cobertura do Palácio Belvedere para a sequência do restauro do edifício, que foi atingido por um incêndio em dezembro de 2017.

“A previsão é que até 25 de fevereiro o prédio esteja coberto para o andamento das novas etapas de restauro. Isso é fundamental, já que é preciso um processo de secagem da estrutura para que o trabalho seja feito”, explicou o responsável técnico da obra, engenheiro Laerte Rigolon, da empresa Conex, vencedora da licitação.

Nesta sexta-feira (8/2) os arquitetos Mauro Magnabosco e Carla Frankl, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Laressa Chornobay, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, e Rachel Tessari, da Coordenação do Patrimônio Cultural (CPC) da Secretaria de Estado da Cultura, vistoriaram o local para acompanhar o andamento dos trabalhos. “As vistorias fazem parte do processo de restauro e da verificação de partes da estrutura que permanecerão como memoriais da obra”, explicou Magnabosco.

Segundo a arquiteta Rachel, o acompanhamento da obra é necessário para a tomada de decisões no processo de restauro do edifício, que é tombado pelo Patrimônio do Estado e cadastrado como Unidade Especial de Interesse de Preservação (Uiep).

Cronograma

Exemplar da arquitetura Art Nouveau, o Belvedere foi construído em 1915, pelo então prefeito Cândido de Abreu, para ser o mirante do ponto urbanizado mais alto da capital naquela época. O restauro deverá ser concluído no segundo semestre deste ano, com previsão para o mês de agosto.

A recuperação do prédio está orçada em cerca de R$ 1,2 milhão, com recursos de potencial construtivo, e faz parte das ações da Prefeitura de recuperação do patrimônio histórico e cultural da cidade, determinados pelo prefeito Rafael Greca.

Os trabalhos foram iniciados em meados de dezembro com a limpeza do local e preparação para as obras. Segundo o engenheiro responsável, após a cobertura, as obras seguirão com a restauração da alvenaria e da carpintaria interna, envolvendo o piso, vigas e esquadrias. Depois serão feitas as instalações elétricas, instalado o forro e lixadas e pintadas as paredes.