Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Gestão pública com precisão

Greca e Eduardo Pimentel lançam o Hipervisor Urbano de Curitiba

Prefeito Rafael Greca, acompanhado do vice-prefeito e secretário das Cidades, Eduardo Pimentel, do secretário municipal de governo e presidente do IPPUC , Luiz Fernando Jamur, vereadores e demais autoridades, inaugura o Hipervisor Urbano. Curitiba,22/02/2024. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

“O Hipervisor Urbano é rosto da Curitiba do futuro”. Foi assim que o prefeito Rafael Greca resumiu, durante seu discurso, a entrada em funcionamento da nova ferramenta inovadora que vai dar suporte ao planejamento da cidade.

A inauguração ocorreu nesta quinta-feira (22) e reuniu o vice-prefeito e secretário de Estado das Cidades, Eduardo Pimentel, secretários municipais, vereadores e convidados no Centro de Operações do Hipervisor, instalado no edifício que abriga o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), vizinho ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), onde já está em funcionamento a Muralha Digital.

Como funciona

Projetado pelo Ippuc em parceria com a Secretaria de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (Smap), Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Hipervisor Urbano é uma plataforma de compartilhamento de dados públicos munida de ferramentas capazes de coletar, processar e distribuir informações, possibilitando gerir serviços em tempo real e planejar políticas públicas.

É formado por um Centro de Operações com grandes monitores que atualizam os dados em tempo real. Os equipamentos são coordenados por 23 técnicos, divididos entre cientistas e desenvolvedores.

Estão integrados ao Hipervisor Urbano, além da Muralha Digital, os centros operacionais do Transporte e da Defesa Civil, além de prestadores de serviços públicos de abastecimento de água (Sanepar) e de energia (Copel).

“É com grande alegria que nós abrimos as portas para a transparência e para a informação, para a plena visão da cidade, para a grandeza dessa cidade e para as suas transformações físicas, culturais e econômicas”, disse o prefeito.

Passado, presente e futuro

Greca comentou que neste mesmo local que foi cenário da criação do Ippuc há 58 anos pelo urbanista Jaime Lerner, por onde passaram também os prefeitos e engenheiros Saul Raiz e Cândido Ferreira de Abreu, chegou o momento de revelar o rosto do futuro da cidade.

“Esse prédio daqui pra frente vai ser chamado de Palácio da Inovação. Por aqui estão o ICI, a Central 156, com 40 anos de bons serviços, a Muralha Digital de Curitiba, o Ippuc e agora também o Hipervisor Urbano, o cérebro da cidade, ferramenta revolucionária de planejamento e ação que passa a integrar a estrutura da Prefeitura de Curitiba a partir da gestão da informação gerada pelo compartilhamento de dados”, pontuou Greca.

O prefeito pediu ao presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, para que no mês de março, quando acontece a 5ª edição do Smart City Expo em Curitiba, seja criada uma linha de ônibus especial para os interessados conhecerem o Hipervisor Urbano.

Caminho sem volta

Para o vice-prefeito de Curitiba e secretário de Estado das Cidades, Eduardo Pimentel, com iniciativas como Hipervisor Urbano, Curitiba dá mais um passo decisivo em direção à inovação, um caminho sem volta.

O vice-prefeito destacou que a entrada em funcionamento do Hipervisor Urbano é uma ferramenta poderosa que vai disponibilizar informações vitais para o planejamento do futuro da cidade.

“Para nós, que somos gestores, será um ganho enorme na medida em que vai auxiliar a tomada de decisões. É um marco da história e no planejamento dos projetos futuros”, comentou Eduardo.

Plataforma integrada

O Hipervisor curitibano será formatado em dois componentes: uma plataforma integrada de planejamento e gestão do meio urbano e um centro de planejamento, gestão e controle inteligentes.

Essas duas estruturas fornecem os ambientes físico e virtual onde supervisores e coordenadores de temas específicos relacionados à gestão urbana, como transporte público, trânsito, segurança, trabalham juntos, de maneira colaborativa, apoiados em tecnologias avançadas de informação e comunicação, para viabilizar as funções básicas do sistema.

A operação integra o monitoramento em tempo real das atividades e eventos relacionados à vida na cidade por meio de sensores, câmeras e outros dispositivos e sistemas especialistas.

Integração de dados em massa

De acordo com Carlos Silva, CEO da plataforma Metropolys, ambiente onde funciona o Hipervisor, neste primeiro momento está sendo feita a integração com diversas fontes distintas de informação. São dados pluviométricos, informações de trânsito, câmeras de monitoramento, toda a parte de sensoriamento da saúde e educação. 

“Todos esses sensores que operam, em tese, separados dentro dos seus silos, hoje são integrados dentro da plataforma do hipervisor. Esse é um dos diferenciais basicamente da solução da plataforma, que permite essa capacidade de integração de dados em massa”, disse Silva. 

Avaliação multidomínio

O diretor do Hipervisor, Oscar Schmeiske, disse que o diferencial do Hipervisor Curitibano é que ele teve o reforço das ferramentas. 

“Com isso, além de termos a integração dos dados, temos condições de fazer o aprofundamento das análises, o que é permitido tanto pela estrutura quanto pela tecnologia disponível”, disse Oscar.

O diretor exemplificou que diferentes dos centros de monitoramento do dia a dia, como a Muralha Digital e o da Urbs, o Hipervisor está em uma camada acima e vai fazer avaliações multidomínio, mais amplas e abrangentes.

Tecnologia da informação

A Secretaria de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (Smap) é parceira do Ippuc na implementação do Hipervisor Urbano.

A Superintendência de TI foi responsável pelas diversas parcerias necessárias à realização de testes da plataforma, disponibilização de dados, acesso a informações inéditas tais como a contagem de pessoas na Torre Panorâmica e dados das ruas da cidade, como as verificadas por equipamentos instalados em veículos previamente definidos – mapeamento do asfalto, altura das placas, iluminação, dentre outros.

Foram elaborados painéis que revelam informações relevantes (dashboards) de acordo com as técnicas de BI (business intelligence).

Respostas rápidas

Para o secretário do Governo Municipal e presidente do Ippuc, Luiz Fernando Jamur, o Hipervisor coloca hoje a serviço da cidade e dos habitantes o que há de mais moderno no apoio ao planejamento.

“A análise aprofundada dos dados da cidade vai permitir respostas mais rápidas às demandas dos cidadãos, diagnósticos precisos e intervenções de prevenção de ocorrências diversas”, disse Jamur.

Para Jamur, com a chegada do Hipervisor, Curitiba entra em uma nova era.

“Curitiba evolui hoje para a gestão pública de precisão. Com a tecnologia aplicada à análise de dados antecipamos no presente um futuro melhor para a nossa cidade e os nossos habitantes”, concluiu.

Cidade transparente

O gerente de projetos sênior da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Rogério de Paula Barbosa, um dos organismos parceiros no projeto, disse que o Hipervisor Urbano fará de Curitiba uma cidade mais transparente na disponibilização de dados e informações ao cidadão e no fortalecimento do planejamento com a utilização dos dados e informações.

“O projeto do Hipervisor surgiu em 2017, quando a cidade buscou o apoio da AFD para implantar a ferramenta. Fizemos intercâmbio entre experiências francesas na área das cidades inteligentes com sistemas parecidos e disponibilizamos técnicos franceses que auxiliaram no desenvolvimento e na preparação do conceito com o hipervisor que hoje a gente está inaugurando aqui”, historiou Rogério.

Ele lembrou o forte elo de Curitiba com a Agência Francesa de Desenvolvimento, que começou em 2007, com o financiamento dos BRTs, obras da Linha Verde e atualmente o Bairro Novo da Caximba.

Projeto-âncora

O Hipervisor Urbano é uma das âncoras do Plano de Governo 2021/2024, contemplado no capítulo Viva uma Gestão Limpa e Inovadora, que se completa com ações de Responsabilidade Fiscal, Ruas da Cidadania e Espaços Cidadão, Gestão Territorial, Soluções Conectadas, Inovação e Empreendedorismo e Cidade Bem Cuidada.

Presenças

Participaram do evento os secretários Leverci Silveira Filho (Desenvolvimento da Região Metropolitana), Maria Sílvia Bacila (Educação), Marilza Dias (Meio Ambiente), Luiz Gusi (Segurança Alimentar), Carlos Eduardo Pijak Jr. (Esporte, Lazer e Juventude), Alexandre Jarschel de Oliveira (Administração), Cristiano Hotz (Planejamento e Finanças), Cínthia Genguini (Comunicação Social) e Júlio Mazza (Urbanismo); os administradores regionais Narciso Doro (Cajuru), Gerson Gunha (Portão), Janaína Lopes Gher (Boa Vista), Simone Lima (Santa Felicidade), Reinaldo Boaron (Pinheirinho) e Marcelo Ferraz (Tatuquara); e os membros do Ippuc Mauro Magnabosco, Suely Hass, Célia Bim e Ana Jayme.

Também compareceram o comandante da Guarda Municipal de Curitiba, inspetor Carlos Celso dos Santos Júnior; Tatiana Turra (Instituto Municipal de Turismo); Alexandre Matschinske (Instituto Municipal de Administração Pública); Dario Luiz Dias Paixão (Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A); José Lupion Neto (Cohab); Ana Cristina Castro (Fundação Cultural de Curitiba); Ogeny Pedro Maia Neto (Urbs); Marcelo Linhares Frehse (Curitiba S.A); Daniel Conde Falcão Ribeiro (Controladoria-Geral); Vanessa Volpi (Procuradoria-Geral do Município); Francisco Assis (chefe do Gabinete do Prefeito); Lucas Navarro de Souza (Articulação Política); a assessora do gabinete do prefeito, Cibele Fernandes Dias; Guido Campelo (Sinduscon-PR); Borges dos Reis (Instituto de Engenharia do Paraná); Frederico Cartens (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura); Jeancarlo Versetti (Conselho de Arquitetura do Paraná); Maurício Pimentel (ICI); Rogério Renato Mateucci (PUC-PR).

Da Câmara Municipal participaram os vereadores Marcelo Facchinelo, Rodrigo Reis, Mauro Ignácio, Hernani da Silva, Serginho do Posto, Tico Kuzma, Bruno Pessuti, Leônidas Dias, João da Loja Cinco irmãos, Osias Moraes, Pier Petruzziello, Sales do Fazendinha, Hernani da Silva, Tânia Guerreiro, Oscalino do Povo, Serginho do Posto, Márcio Barros, Mauro Moraes, Mauro Bobato e Toninho da Farmácia.