Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Maquetes de bolacha

Exposição mostra a Páscoa celebrada sob a ótica de cinco culturas

Atividades de Páscoa, com crianças de escolas municipais no Bosque Alemão. Curitiba, 12/04/2019. Foto: Pedro Ribas/SMCS

O Oratório de Bach do Bosque Alemão exibe a exposição Páscoa em Curitiba, que mostra a celebração, em maquetes de bolacha, sob a ótica das culturas alemã, italiana, ucraniana, polonesa e judaica.

O prefeito Rafael Greca esteve no local nesta sexta-feira (12/4) e ressaltou a importância da celebração. “É com grande alegria que viemos aqui às vésperas da Páscoa para transformar o oratório do Bosque Alemão em um memorial da ressurreição de Jesus", disse. "Estamos mais uma vez celebrando a Páscoa e queremos que as crianças lembrem da data com alegria e que Jesus nos deu vida. E com isso celebramos com coelho, chocolate e ovos, de acordo com a tradição europeia.”

O evento, com a presença de um casal fantasiado de coelhos, da Banda Lyra e de um casal de dançarinos de folclore alemão, animou a criançada das escolas de educação especial Alternativa e Forrest Gump e da Escola Municipal Herley Mehl. Meninos e meninas participaram de oficinas de confecção e pintura de sacolinhas de ovos, de maquiagem de coelho e de decoração de ovos e biscoitos.

Antônio Somensi Penafiel, de 5 anos, desenhou cenouras e coelhos na sua sacolinha e disse que estava muito feliz de encontrar o prefeito. Antônio contou que fez aniversário em 29 de março, mesmo dia da fundação de Curitiba.

Bianca Geraldeli, de 6 anos, estava concentrada pintando ovinhos de páscoa. “Estou gostando muito”, disse ela, que passou também pelas outras oficinas. Pedro Kaike, de 8 anos, que é aluno da educação especial, também pintou ovinhos e gostou de ganhar balas.

Confeitaria artística

Quem visitar a exposição poderá apreciar cenários feitos de bolacha que mostram como a Páscoa é celebrada sob a ótica das culturas alemã, italiana, ucraniana, polonesa e judaica.

Na maquete da etnia alemã, é possível apreciar uma casa de arquitetura enxaimel, a bandeira da Alemanha em tecido comestível de papel de arroz e uma osterbaum (árvore da Páscoa) de bolacha. Para simbolizar a etnia italiana, foram criadas um miniatura da igreja de Santa Felicidade e uma cruz papal.

As pêssankas têm lugar nas maquetes que resgatam as celebrações polonesa e ucraniana. Na obra alusiva à Ucrânia há uma miniatura do Memorial do Parque Tingui e placas com as frases "Cristo Ressuscitou!" e "Verdadeiramente Ressuscitou!" em ucraniano. Já na maquete que retrata a data sob a ótica polonesa há elementos em biscoito que representam o piso em petit-pavé e uma das casas de madeira do Bosque do Papa e cestas de frutas.

Conhecida como Pessach, que celebra o dia em que Deus libertou os escravos israelitas do Egito, em 1513 antes de Cristo, a Páscoa judaica também ganhou maquete na mostra. Uma sinagoga em miniatura e representações de um prato com alimentos, de um cálice, da estrela de Davi, do pão ázimo e do típico castiçal judaico são expostas em bolacha confeitada.  

Participaram da abertura da exposição o vice-prefeito, Eduardo Pimentel, os secretários municipais da Educação, Maria Sílvia Bacila, e do Esporte, Lazer e Juventude, Emílio Antonio Trautwein, a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, a presidente da Fundação Cultural, Ana Cristina de Castro, e os vereadores Oscalino do Povo e Pier Petruzziello.

Serviço: Páscoa em Curitiba

Horários: dias 13 e 14/4, das 10h às 19h; e dias 19, 20 e 21/4, das 10h às 19h

Horários das oficinas infantis para o público em geral: 13 e 14/4, das 11h às 12h e 15h30 às 16h30; e 20/4, das 10h às 19h e 15h30 às 16h30

Local: Oratório de Bach, Bosque Alemão (Rua Schubert, 175, Vista Alegre)