Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Foliões de respeito

Entre confetes e serpentinas, idosos se divertem no Baile de Carnaval da FAS

Prefeito Rafael Greca participa do tradicional Baile de Carnaval promovido pelo município para pessoas com mais de 60 anos que usam os serviços de convivência ou de acolhimento na cidade. Curitiba 18/02/2020. Foto: Ricardo Marajó/FAS

 

A tarde desta terça-feira (18/2) foi de muita alegria para quase 1.000 idosos atendidos pela Fundação de Ação Social (FAS). Eles participaram do tradicional Baile de Carnaval promovido pelo município para pessoas com mais de 60 anos que usam os serviços de convivência ou de acolhimento na cidade.

O prefeito Rafael Greca dançou com os foliões e aproveitou a festa, no Clube Curitibano, para entregar a chave da cidade ao rei momo do Carnaval 2020, Felipe de Souza Frauzino, à rainha, Jéssica de Almeida Barbosa, e às princesas, Joyce Kelly dos Santos e Edna dos Santos Souza.

“Vim para comemorar com vocês os 30 anos do Rancho das Flores”, disse Greca, lembrando que o tradicional bloco do Carnaval de Curitiba, formado apenas por idosos, completa este ano três décadas de existência.

Muitos dos foliões que participaram do baile também desfilam no Rancho das Flores.   

“Ao entardecer do próximo sábado, vai ser festa para ninguém botar defeito. Seja bem-vindo rei momo e que venha o mais lindo, o mais alegre e mais familiar Carnaval da história dessa abençoada cidade”, falou Greca.

Acompanhado da Banda Lyra, que teve uma formação especial para a festa carnavalesca, o prefeito cantou o hino de Curitiba em ritmo de samba e também elogiou a agilidade das “mocinhas da cidade”, que capricharam no visual para a festa.

Antes de deixar o salão, Greca usou o microfone para cantar o samba-enredo Explode Coração, do desfile da escola carioca Salgueiro em 1993.

Foliões

Clarinda Tomazeli, 65 anos, foi uma das mocinhas que se prepararam cuidadosamente para o baile.

“Criei e fiz minha fantasia que traz fuxicos e uma saia rodada com as cores do arco-íris”, explicou ela, com uma maquiagem especial. “Adoro esse baile, aqui conheço pessoas e reencontro amigos de longa data”, continuou. Há cinco anos, Clarinda também faz parte do Rancho das Flores.

A aposentada Maria Terezinha Benedito, 83 anos, era uma das mais animadas da festa. Esta foi a segunda vez que esteve no baile de Carnaval dos Idosos e neste sábado ela vai estrear na avenida. Para isso, participou das oficinas de percussão oferecidas para os integrantes do bloco. “Eu adoro baile, vou todos os dias da semana, no Hauer, Boqueirão, Carmo e no Centenário”, contou.

Tradição

Esta foi a 15ª edição do Baile de Carnaval dos Idosos, que tem a parceria da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) para promover a socialização das pessoas com mais de 60 anos que frequentam atividades promovidas pela administração municipal.

Os foliões fazem parte dos mais de 190 grupos de idosos em funcionamento nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e Centros de Atividades para Idosos (Catis). A festa reúne também pessoas que vivem em Instituições de Longa Permanência (Ilpis) para o segmento, como o Asilo São Vicente de Paulo, Recanto Tarumã, Casa do Vovô e pessoas adultas acolhidas na Mais Viver.

A diretora de Proteção Social Básica da FAS, Cintia Aumann, destaca que o evento resgata as tradições dos antigos bailes de carnaval. “É uma forma de reforçar e valorizar a cultura do nosso povo com a participação ativa das pessoas idosas”, disse.

Além disso, segundo ela, o baile tem o objetivo de ampliar as trocas culturais e de vivências, incentivar a socialização e a convivência comunitária e contribuir para o envelhecimento saudável, ativo e autônomo dos idosos.

Desfile

O baile teve como tema “Rancho das Flores, 30 anos de Paixão Futura e Saudade, o mesmo da marcha composta para o desfile do Rancho das Flores.

Aproximadamente 400 idosos vão desfilar pela Avenida Marechal Deodoro, no início da noite do próximo sábado (22/3), quando será aberto o carnaval oficial da cidade.

Para fazer bonito na avenida, os idosos ajudaram na confecção dos adereços das fantasias que serão usadas pelo bloco e ainda aprenderam percussão em oficinas que aconteceram desde o início do ano nas dez regionais da cidade.

Presenças

Participaram do baile de carnaval a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro; as vereadoras Julieta Reis e Maria Manfron; e os administradores regionais Fernando Wernek Bonfim, do Bairro Novo, Reinaldo Boaron (Bracatinga), do Pinheirinho, Raphael Keiji, da CIC, e Gerson Gunha, do Portão.