Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Casa própria

Cohab oferta moradias a mais de 2 mil inscritos

Cohab realiza convocação por vídeo. - Na imagem, Residencial Safira. Foto: Divulgação/Cohab

 

Mais de 2 mil inscritos na fila de pretendentes a imóveis da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) receberam por e-mail um vídeo explicativo sobre as moradias que estão sendo ofertadas em empreendimentos de parcerias com a inciativa privada. Estão disponíveis 187 moradias distribuídas em cinco diferentes conjuntos habitacionais.

“As apresentações de unidades e condições de financiamento sempre foram feitas em reuniões presenciais, porém devido à pandemia nós suspendemos as reuniões desde março e estamos atendendo os inscritos de forma online”, explica o presidente da Cohab, José Lupion Neto.

Participam da convocação on-line inscritos com renda superior a R$ 1,6 mil. Estão sendo comercializadas 85 unidades habitacionais no conjunto Chancellor, no Tatuquara; 20 no Vivah Ecovile, no CIC, 20 no Residencial Vale Verde, em Campo Largo, sete no Residencial Safira e cinco no Viviendas do bosque, ambos em São José dos Pinhais.

Cada convocado recebeu um e-mail com um link para o vídeo explicativo e um formulário para solicitar a simulação de valores. Ao final da apresentação, os interessados preenchem o formulário para que seja feita a simulação junto à Caixa Econômica e enviam junto com o comprovante de renda. Em seguida a Cohab solicita a entrega da documentação necessária e agenda o atendimento presencial para viabilizar o contrato.

Alerta de golpe

A Cohab esclarece que não são solicitados depósitos e nenhuma espécie de pagamento antes da assinatura do contrato. O e-mail é enviado para os inscritos do endereço chamada@curitiba.pr.gov.br .

“Não há oferta de imóveis por telefone, redes sociais ou outro endereço de e-mail. Na dúvida, o inscrito deve ligar para o 0800-41 32 33”, destaca Lupion.

Condições

O número de convocados é maior do que a quantidade de unidades disponíveis, pois muitas pessoas recusam a oferta em virtude da tipologia ou localização do empreendimento. Há também aqueles que possuem restrições cadastrais e não conseguem aprovar o financiamento.

Os contemplados poderão utilizar o FGTS para quitar o imóvel ou como entrada e desta forma diminuir o valor das prestações. O financiamento pode ser feito em até 30 anos, desde que a idade do comprador não ultrapasse 80 anos ao final do contrato.