Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Planejamento para 2020

Casa da Mulher Brasileira define metas para melhorar o atendimento

Reunião define metas para 2020 na Casa da Mulher Brasileira. Curitiba, 07/02/2020. Foto: Divulgação

 

Representantes dos órgãos presentes na Casa da Mulher Brasileira (CMB) de Curitiba, referência no acolhimento às vítimas de violência, se reuniram nesta quinta-feira (6/2) para planejar novas ações e aperfeiçoar o atendimento em 2020.

A chefe de gabinete do prefeito Rafael Greca, Cibele Fernandes Dias, esteve na reunião e reafirmou a preocupação da Prefeitura com o bem-estar das mulheres atendidas.

“Estamos reiterando o nosso comprometimento em cuidar das pessoas e para isso o gabinete do prefeito está aberto a todos os órgãos que participam da Casa da Mulher Brasileira. É importante mantermos esse canal aberto de comunicação”, disse Cibele.

As mulheres que chegam à Casa passam por uma triagem, atendimento psicológico e social e, de acordo com a necessidade, são encaminhadas para o Juizado de Violência Doméstica e Familiar, Ministério Público, Delegacia da Mulher, Defensoria Pública e Polícia Militar.

A integração entre todos os órgãos promove uma rede de suporte quando a mulher está mais fragilizada, após sofrer algum tipo de agressão, seja ela física ou psicológica.

 

Cultura da prevenção

Na reunião também foi discutido o protocolo de atendimento e ações para torná-lo mais eficiente. A vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - Paraná, Marilena Winter, reforçou a comunhão dos esforços e a promoção de uma cultura para a prevenção da violência.

Ao final do encontro a assessora de Direitos Humanos – Políticas para as Mulheres, Elenice Malzoni, sugeriu a elaboração de uma carta de compromisso, que será assinada pelos representantes de todos os órgãos presentes na Casa, visando aprimorar os serviços. O documento foi aceito por todos os participantes da reunião.

A Casa também irá receber um novo espaço para a OAB - Paraná, para uso dos advogados que irão atender as mulheres que precisam.

Conheça a estrutura

Em 2019, a Casa da Mulher Brasileira, que atende mulheres vítimas de violência doméstica, fez cerca de 18 mil atendimentos, um número 60% maior que o registrado em 2018. Desde 2016, quando o local foi inaugurado, são mais de 44 mil atendimentos.

O espaço ainda conta com uma brinquedoteca com atendimento psicológico para os filhos de vítimas.

"A Casa da Mulher Brasileira integra todos os serviços necessários para que a mulher possa sair da situação de violência, sem passar por uma nova revitimização”, afirma Sandra Prado, coordenadora da CMB.

A Casa da Mulher Brasileira fica na Avenida Paraná, 870, Cabral. O telefone de contato é o 3221-2701.

Presenças

Participaram da reunião a delegada da Delegacia da Mulher, Eliete Aparecida Kovalhuk; a desembargadora do Juizado de Violência Doméstica, Priscilla Plancha Sá; a juíza do Juizado de Violência Doméstica, Gabriela Scabello Milazzo; a defensora pública Mariana Gonzaga Amorim; o superintendente da Secretaria do Governo Municipal, Airton Sozzi Junior; o coronel da Polícia Militar do Paraná Vanderley Rothenburg; as delegadas Hastrit Greipel e Emanuele Siqueira, da Polícia Civil; o presidente da OAB Paraná, Cássio Telles, e a vice-presidente, Marilena Winter; a promotora de Justiça do Ministério Público do Paraná, Ana Carolina Franceschi; o procurador de justiça no Ministério Público do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior Neto; a assessora da Secretaria Estadual de Segurança Pública, Patrícia Manica; a assessora do Tribunal de Justiça do Paraná, Bruna Rosa.

 

LEIA MAIS