Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade Curitiba-Ouve 156 Acesso à informação
Asfalto novo

Avança trabalho de fresa na Avenida Visconde de Guarapuava

Prefeito Rafael Greca vistoria com o secretário de Obras, Rodrigo Rodrigues e o Administrador da Regional Matriz, José Dirceu de Matos, as obras de pavimentação da pista da esquerda da Av. Visconde de Guarapuava. Curitiba, 30/06/2020. Foto: Pedro Ribas/SMCS

 

Desde a última segunda-feira (29/6), a Avenida Visconde de Guarapuava está recebendo obras de pavimentação. As intervenções acontecem na pista da esquerda, a partir da esquina com a Rua General Carneiro, no Centro, e seguirão por 2.170 metros até o encontro com a Rua Desembargador Motta, no Batel.   

O trabalho de fresagem, que é a retirada da camada de asfalto danificada, irá avançar nesta terça-feira (30/6) até a altura da Rua Tibagi e a previsão é de que amanhã, quarta-feira (1/7), seja iniciada a aplicação da nova camada de pavimento asfáltico. Os serviços devem ser concluídos em toda a extensão programada para receber as melhorias em cerca de 30 dias. 

Ainda nesta terça-feira (30/6), o prefeito Rafael Greca e o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, realizaram uma visita técnica às obras e recordaram que, em fevereiro deste ano, a pista da direita da Avenida Visconde de Guarapuava também foi requalificada. Na ocasião, o trecho de 3.760 metros entre as ruas General Carneiro e Cândido Xavier ganhou asfalto novo. 

“Com alegria retomamos a requalificação da Avenida Visconde de Guarapuava, grande ligação entre o Alto da XV, o Cristo Rei, a parte leste da cidade, com o Rebouças, o Batel, o Água Verde, o Portão, na parte sudoeste. Fizemos a pista da direita e agora estamos na pista da esquerda. É nosso trabalho de deixar Curitiba bem-cuidada, que já supera 400 quilômetros de asfalto novo”, disse Greca.

O secretário observou que os motoristas estão cooperando, procurando caminhos alternativos, e não estão sendo registrados longos congestionamentos na via.

“Estamos com a pista da direita liberada e na pista da esquerda, onde estamos trabalhando, foi necessário interromper o trânsito em duas das três faixas. É natural que o bloqueio cause lentidão, mas agradeço a atenção dos motoristas que estão respeitando a sinalização e buscam outras rotas para evitar a Visconde de Guarapuava”, apontou Rodrigo Rodrigues. 

Caminhos alternativos

Os motoristas que passam pelas vias cujo tráfego se destina principalmente à Avenida Visconde de Guarapuava, caso das ruas Ubaldino do Amaral e Almirante Tamandaré, podem pegar desvios. Quem vem do Alto da XV, pode entrar diretamente na Rua Marechal Deodoro rumo ao centro.

Outra opção é seguir pela Rua Comendador Macedo até a Rua Tibagi, para aí voltar para a Visconde de Guarapuava depois do trecho em obras. Ou, ainda, é possível seguir até as avenidas Iguaçu ou Sete de Setembro. 

Há também a opção de seguir pela Rua Ubaldino do Amaral e entrar diretamente na Avenida Presidente Affonso Camargo e depois recorrer à Avenida Sete de Setembro, seguindo no sentido do Centro.

Para quem vem do Jardim Botânico pela Avenida Prefeito Omar Sabbag, a melhor dica é ir em direção ao Centro pela Rua Engenheiros Rebouças. 

Malha viária

A obra na Avenida Visconde de Guarapuava faz parte do programa de recuperação da malha viária de Curitiba, iniciado em 2017 pela gestão Rafael Greca e que alcançou até hoje a marca de 749 ações de pavimentação em 657 ruas, sendo que algumas vias receberam mais de uma intervenção em diferentes trechos. 

A extensão total de novo asfalto dentro da cidade já atingiu 403.852 metros, o equivalente à distância entre Curitiba e São Paulo. São 729 serviços entregues (381.962 metros) e mais 20 em andamento (21.890 metros).

 

LEIA MAIS: