Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Pavimentação

Asfalto vai por fim à poeira e lama em ruas da CIC

Obras de pavimentação da rua Leandro Dacheux do Nascimento Júnior, na CIC. Curitiba, 13/08/2019. Foto: Pedro Ribas/SMCS

Na Regional CIC, duas ruas terão 882 metros de asfalto novo. As obras de pavimentação já começaram na Estrada Velha do Barigui, no bairro São Miguel, que está sendo asfaltada em 452 metros entre a Doutor Mário Jorge e a Rua dos Palmares. E, a Rua Lins de Vasconcelos (CIC) contará com a implantação do novo piso no trecho de 173 metros entre a Ricardo Emílio Michel e a Estrada Velha do Barigui.

Moradora do bairro há cerca de cinco anos, Juliana Almendro Teixeira também possui um pequeno comércio na via que está em obras. “A chegada do asfalto é muito boa e um pedido antigo de todos os moradores. Eu que sofro com rinite e sinusite e tenho que trabalhar em dobro para limpar o pó da minha casa e do meu mercadinho estou bem feliz com a obra”, apontou Juliana. 

Valdir Schuchardt e Marcelo Schuchardt. Pai açougueiro e filho auxiliar de produção são vizinhos e vivem na Estrada Velha do Barigui há quase dez anos.

“Demorou, mas até que enfim a obra saiu do papel e vai melhorar nossas vidas”, apontou Valdir. “Agora vai ficar mais fácil para ir e vir. A sujeira também vai diminuir”, completou Marcelo. 

Fim da poeira e lama

O asfalto sobre saibro nos bairros da Regional CIC faz parte da primeira etapa de obras de requalificação de vias com pavimento primário. Este início de programa da Prefeitura levará a pavimentação asfáltica a 27 ruas que cortam bairros de oitos das dez administrações regionais da cidade.

As obras irão alcançar nos próximos dias 4.975 metros de vias antes cobertas por saibro e contam com o investimento de cerca de R$ 7 milhões. A previsão é de que, até o fim de 2020, 100 quilômetros serão asfaltados.

Mais asfalto novo

Outros trechos da Estrada Velha do Barigui também já receberam obras de pavimentação da Prefeitura. O serviço de reciclagem do pavimento asfáltico foi realizado em duas etapas.

A primeira etapa foi concluída em março de 2019. Recebeu asfalto novo o trecho de 1.430 metros compreendido entre a marginal da Rua Juscelino Kubitschek de Oliveira e a Rua Raul Pompéia.

A segunda etapa também foi terminada em março deste ano. O trecho pavimentado tem 630 metros e fica entre as ruas Doutor Hugo Camargo e Antonio Pastre.

Nos mais de dois quilômetros da Estrada Velha do Barigui que receberam obras de pavimentação foi utilizado o processo de reciclagem a frio, que tem como finalidade a revitalização da camada asfáltica danificada, promovendo reforço estrutural do pavimento. 

No serviço é feita a retirada e trituração do pavimento asfáltico deteriorado. Ao material é incorporado agregados, como água, brita e cimento, compondo uma nova base para o pavimento. Depois são aplicadas as camadas de reperfilamento do piso e, por fim, o novo revestimento asfáltico.

Melhorias em outras ruas do CIC

Ainda no bairro Cidade Industrial de Curitiba (CIC) a Rua Leandro Dacheux do Nascimento Júnior, no trecho de 1.010 metros entre as ruas Salvador José Correia Coelho e Anália Valente Maestrelli, está passando por obras de requalificação do pavimento desde a primeira semana de agosto. 

Outras duas ruas do bairro terão obras: a Rua Salvador José Correia Coelho, com melhorias nos 425 metros do trecho entre as ruas Izaltino Dias Ferraz e Robert Redzimski. E, a Rua Izaltino Dias Ferraz que será revitalizada em 535 metros a partir da esquina com a Rua Eduardo Sprada até o cruzamento com a Rua Maria Homan Wisniewsky.

As melhorias, que também são executadas com a utilização do processo de reciclagem a frio, estão sendo aprovadas pelas pessoas que vivem no bairro.

“São obras muito boas que, com certeza, deixam nossa região mais estruturada e bem cuidada”, disse a professora Arlete Maria do Carmo Wisniewsky, que há mais de 30 anos mora na região.

Para Elenir Januária da Silva, moradora há 24 anos do bairro, a comunidade está feliz com os investimentos em pavimentação. “Estamos contentes e vemos obras em todos os cantos. Isso é excelente”, avaliou.