Ir para o conteúdo
Prefeitura Municipal de Curitiba Acessibilidade 156 Acesso à informação
Regional Portão

Após obras de macrodrenagem, Parolin terá parque linear

Projeto do novo parque linear no Parolin

O Parolin, bairro da Regional Portão com população de cerca de 11 mil pessoas, tem recebido atenção da Prefeitura, nas mais diversas áreas. Estão na reta final as obras de infraestrutura para combate às cheias nos afluentes do Rio Pinheirinho que, além de garantir segurança à população, vão criar um novo espaço de convivência.

Outras frentes de trabalhos na região também foram abertas com a retomada da manutenção urbana pela atual gestão com pavimentação, roçada e microdrenagem. Famílias que aguardavam por moradia há mais de cinco anos, também foram atendidas, bem como intensificado o trabalho de prevenção na Unidade de Saúde do Parolin.

Com a finalização das obras de macrodrenagem no Rio Vila Guaíra, prevista para o fim deste ano, a região do Parolin irá ganhar um parque linear com estrutura de esporte e lazer. Serão quase seis quilômetros de extensão, nas duas margens do rio, no trecho entre a Avenida Presidente Wenceslau Braz e as ruas Amazonas e Rio de Janeiro.

A infraestrutura com iluminação, paisagismo e canchas poliesportivas será um complemento às obras de controle de cheias no Rio Pinheirinho e afluentes, que estão em fase final de implantação pela Prefeitura na bacia do Rio Iguaçu e sub-bacia do Rio Belém.

Para o controle de cheias, o município está investindo R$ 120 milhões na dragagem de oito quilômetros de rios (e 16 quilômetros de contenção de margens) nos bairros Parolin, Fanny, Lindóia e Guaíra.

Só no Parolin as obras em leito de rio têm perto três quilômetros de extensão, quase a metade do total.

Nova realidade

A última intervenção feita no Rio Pinheirinho e nos seus afluentes data da década de 50, quando a situação de permeabilidade do solo era maior, com a menor ocupação da região.

As obras de agora permitirão a distribuição da vazão dos rios que formam as bacias da região com calhas para a inundação e estiagem.

A infraestrutura de drenagem conta com sistema de indutores de retardo para prevenir o assoreamento dos canais e condutos dotados de poços de visita selados que podem ser abertos para inspeção e manutenção sistemática.

LEIA MAIS SOBRE O PAROLIN