Prefeitura Municipal de Curitiba 156 Acesso à informação
Desenvolvimento

Agencia Francesa destaca projeto de Curitiba e avalia novos investimentos

AFD destaca projeto de Curitiba e avalia novos investimentos. Na Linha Verde, o grupo fez visita técnica à estação-tubo Fagundes Varela, que está sendo instalada sobre a plataforma, no trecho que já está com a canaleta. Curitiba, 18/07/2018 - Foto: Valdecir Galor/SMCS

Em missão de avaliação do programa de investimentos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) em andamento em Curitiba, a gerente de projetos da instituição, Aurelie Ghueldre, destacou o êxito da Prefeitura na implantação e integração de parques lineares ao longo do Rio Barigui, que contam com o financiamento da instituição e contrapartidas do município. “Visitamos os parques e vimos que o trabalho executado foi um sucesso. Certamente outras cidades brasileiras serão convidadas a conhecer a experiência de Curitiba”, afirmou, nesta quinta-feira (19/7), em reunião no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

Arquiteta urbanista responsável pela área de Desenvolvimento Urbano e Comunidades Locais da AFD, em Paris, Aurelie esteve em missão na cidade com a gerente de projetos da agência para o Brasil, Laure Schalchli, para visitas técnicas e de avaliação do cumprimento das metas do Programa de Recuperação Ambiental e Ampliação da Capacidade da Rede Integrada de Transporte do Município de Curitiba. O investimento total no programa é de 72,3 milhões de euros, cerca de R$ 325 milhões pelo câmbio atual, sendo a metade correspondente à contrapartida do município.

Para Aurelie, a recuperação dos trechos do Rio Barigui integrada aos complexos de lazer e recreação dos parques lineares representa um ciclo vivo. “É um resultado muito interessante. Para a AFD é muito importante assegurar o desenvolvimento ambiental e social em seus investimentos”, disse.

Em Curitiba, na terça (18/7) e na quarta-feira (19/7), as representantes da AFD estiveram nos trechos em obras da Linha Verde Norte e visitaram a área próxima ao Parque Guairacá, na Fazendinha, e o Parque Yberê, na região do Rio Bonito, no Campo de Santana.

Linha Verde

Na Linha Verde, o grupo fez visita técnica à estação-tubo Fagundes Varela, que está sendo instalada sobre a plataforma, no trecho que já está com a canaleta, as duas pistas marginais e as duas vias locais implantadas. Outras vias que permitirão que os ônibus cheguem à estação Fagundes Varela do lado do Bairro Alto foram interligadas e já estão quase prontas.

As visitas, anuais, fazem parte da supervisão do projeto que começou em 2011. Nelas são avaliadas as etapas do projeto, verificados os aspectos físico-financeiros e há reuniões com as equipes locais.

“Estamos felizes de ver a estação-tubo sendo implantada com a previsão de operacionalização do BRT (Bus Rapid Transit). O importante, além da estrutura, é ver o sistema de transporte funcionando o mais cedo possível", afirmou Laure.

Na obra da trincheira da Rua Fúlvio José Alice, no Bairro Alto, as gerentes da AFD acompanharam o andamento da nova etapa das escavações. Durante toda a inspeção, elas esclareceram dúvidas com a equipe da Prefeitura de Curitiba.

Futuramente, a nova trincheira fará um binário com a trincheira existente do Bacacheri-Bairro Alto, formado pelas ruas Gustavo Rattman (Bacacheri) e José Zgoda (Bairro Alto). O atual trecho em obras na Linha Verde vai desde a Avenida Victor Ferreira do Amaral até a Avenida Caviúna e a Rua Ingabaú, no Bairro Alto, próximo ao Hospital Vita.

Novos investimentos

No Ippuc, elas estiveram reunidas com o presidente do instituto, Luiz Fernando Jamur, o coordenador da Unidade de Gerenciamento do Programa (UGP), Paulo Socher, a assessora do Gabinete do Prefeito, Cynthia Juraszek Maia Batista, o superintendente de Obras e Serviços da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Reinaldo Pilotto, a diretora da Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Ana Cristina Jayme.

Jamur destacou que o ajuste fiscal promovido pelo município fez com que Curitiba recuperasse a capacidade de investimentos e habilitou a cidade a ter o aval da União para novos financiamentos externos. “O objetivo é manter um pacote de investimentos em projetos para a cidade”, disse.

No encontro, Aurelie informou que a instituição tem estudado novas parcerias com Curitiba. Já estão em andamento pela Agência estudos para o desenvolvimento de plataformas de gerenciamento integrado de informações para Curitiba, Belo Horizonte e São Paulo como ferramentas para modernizar os sistemas aplicados nos CCOs dessas cidades.

Bairro Novo da Caximba

Como possibilidade de nova parceria com a AFD foi apresentada à equipe da agência o projeto Bairro Novo da Caximba, uma intervenção socioambiental projetada pela Prefeitura para a recuperação ambiental e relocação de famílias que ocupam irregularmente uma Área de Proteção Ambiental (APA) no encontro das Bacias dos Rios Barigui e Iguaçu, no extremo sul de Curitiba. A apresentação foi feita pelos arquitetos Mauro Magnabosco e Daniela Tahira.

“Há a necessidade de estancar a deterioração da área e trabalhar a inclusão social e a recuperação daquele local. Pelas características, é um projeto que tem muito a ver com a Agência Francesa”, disse o presidente do Ippuc, que reforçou o êxito da parceria na requalificação das margens do Barigui Sul, citada como exemplos pela própria instituição.

Cynthia Juraszek Maia Batista, assessora do Gabinete do Prefeito, salientou que o projeto Bairro Novo da Caximba, de inciativa do prefeito Rafael Greca, integra nove secretarias municipais. “Além da infraestrutura, trata-se de um novo olhar àquelas famílias e à comunidade como um todo. A ideia é oferecer oportunidades para dar uma nova lógica à vida dessas pessoas”.

O projeto do Bairro Novo da Caximba foi solicitado pelas representantes da AFD para ser analisado pela instituição como possível nova parceria de investimento para Curitiba.