Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Audiências públicas

Tatuquara e Bairro Novo pedem manutenção da infraestrutura e mais saúde

18/04/2017 10:52:00

A noite desta segunda-feira (17/04) foi de democracia nas regionais Bairro Novo e Tatuquara com a realização de audiências públicas para consulta sobre as prioridades dos bairros. Desde a semana passada, curitibanos de todas as regionais são ouvidos pela administração municipal para apontar as obras e serviços que desejam ter perto de casa e colaborar com a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018.

O contato com os moradores permite que a Prefeitura possa atender as necessidades mais relevantes dos cidadãos, além de assegurar mais transparência à gestão da cidade.

Os dois encontros desta segunda-feira tiveram participação de secretários municipais e cerca de 700 moradores. Ao chegarem às regionais, eles preenchiam uma ficha com nome, pergunta e sugestão. Além disso, pessoas inscritas antecipadamente tinham a oportunidade de debater com as autoridades questões importantes para os bairros. 

De acordo com Luiz Fernando Jamur, secretário do Governo Municipal, as informações obtidas nas audiências públicas servem para realizar um orçamento alinhado com as necessidades da população. “A Prefeitura também pode expor a situação de falta de dinheiro, devido à dívida herdada da gestão anterior, de R$ 1,2 bilhão, e que levará o déficit orçamentário a R$ 2,1 bilhões. A transparência é sempre uma prioridade”, afirma Jamur.

Regionais

Os vereadores Mestre Pop e Julieta Reis estiveram no Tatuquara e destacaram a importância do governo municipal estar presente nos bairros debatendo com a população. “Não podemos apenas ficar nos nossos gabinetes e supor o que a população precisa, temos que vir saber as necessidades e definir prioridades”, explica a vereadora. “A Prefeitura não faz tudo sozinha, ela precisa da ajuda dos vereadores e dos curitibanos.”

A líder comunitária Ivone Antoniete levou sugestões. “Nosso principal pedido é que a UPA do Tatuquara comece a funcionar e temos esperança que o prefeito Rafael Greca possa nos ajudar”, conta. Outras demandas, segundo ela, são de segurança pública e pavimentação.

Na Regional Bairro Novo as necessidades apontadas também são de manutenção da cidade, saúde e regulamentação fundiária. A moradora Cleide Antunes, aposentada, conta que a região foi esquecida pelas gestões anteriores. “Entendemos a crise pela qual o Brasil passa, mas necessidades básicas precisam ser atendidas. Por isso estamos aqui, sugerindo, questionando e pedindo o apoio do prefeito para o nosso bairro”, relata Cleide.

Representantes do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac) estiveram nas regionais com cartazes e panfletos e também puderam expor as suas reivindicações.

Participaram das reuniões os administradores regionais do Tatuquara, Jadir Silva de Lima, e do Bairro Novo, Fernando Werneck Bonfim; o coordenador das Administrações Regionais, José Dirceu de Matos; o secretário do Abastecimento, Luiz Gusi; os vereadores Sérgio Balaguer, Mauro Bobato, Katia Dittrich, Professor Silberto, Oscalino do Povo e Marcos Vieira; além de representantes das secretarias municipais, lideranças comunitárias e religiosas.

As últimas audiências públicas acontecem nesta terça-feira (18/04), das 19h30 às 21h, nas regionais Matriz e Boqueirão.

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484