Registrar
Acesso à Informação
Pesquisar
Sex, 31/10/14
Tempo Hoje
maxima minima
29º
20º
Prefeitura Municipal de Curitiba

Saúde

Saúde terá recursos para atenção primária triplicados

17/05/2013 16:37:00
  • Compartilhe
Rádio Prefeitura
Radio Prefeitura
Ministro da Saúde elogia Atenção Primária de Curitiba

Baixe o Flash Player.

O ministro da Saúde Alexandre Padilha assinou, nesta sexta-feira (17), quatro portarias que triplicam os recursos para a Atenção Primária à Saúde de Curitiba. A partir de agora, a cidade terá R$ 9,1 milhões mensais disponíveis para reforçar o atendimento nas unidades básicas de saúde, através da estratégia Saúde da Família. Até maio, o repasse mensal era de R$ 3,1 milhões. O anúncio foi feito durante a inauguração do Centro de Atenção Psicossocial 24 Horas do Boqueirão.

Com o novo recurso, será possível implementar e pagar um total de 566 equipes de Saúde da Família, 2.264 agentes comunitários de saúde, 300 equipes de Saúde Bucal, 112 Núcleos de Apoio à Saúde da Família e quatro Consultórios na Rua. Até o momento, Curitiba tem cadastradas 184 equipes de Saúde da Família, 1.053 agentes comunitários de saúde, 155 equipes de Saúde Bucal e 16 Núcleos de Apoio. O repasse do Ministério só ocorre após o início de funcionamento das equipes.

O prefeito Gustavo Fruet ressaltou que o que foi feito, somente no primeiro semestre deste ano, supera os investimentos dos últimos cinco anos na área da Saúde em Curitiba. “Foi um comprometimento maciço para a articulação da rede e a atração de novos investimentos federais, com um olhar para o futuro na atenção básica”, destacou.

>> Inaugurado novo serviço 24 horas para pacientes com transtornos mentais

>> Hospital Cajuru terá recursos para atendimento 100% pelo SUS

Padilha salientou que as portarias assinadas nesta sexta-feira garantem a possibilidade de recursos para o município para aumentar as equipes. “Saúde não se faz dentro do hospital porque ninguém vive dentro do hospital. Saúde se faz perto de onde as pessoas vivem e isso só é possível quando se dá a prioridade que Curitiba está dando para recuperar a rede de atenção básica”, argumentou o ministro.

Incremento

Com o incremento financeiro e a possibilidade de cadastramento das novas equipes de Saúde da Família, a Secretaria Municipal de Saúde pode intensificar o trabalho de fortalecimento da atenção primária, com a contratação de mais profissionais da área, para atingir 100% de cobertura da população no Saúde da Família. “O objetivo é que cada pessoa saiba quem é o seu médico e a equipe de saúde que deve acompanhá-la”, explicou o secretário de Saúde de Curitiba, Adriano Massuda.

Em março, Fruet assinou um decreto para a ampliação da estratégia Saúde da Família e a criação de 44 novas equipes multiprofissionais – médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem e agentes comunitários de saúde, além de dentista e auxiliar de saúde bucal e dos Núcleos de Apoio, formados por profissionais de várias especialidades para apoiar essas equipes. “Essa é a melhor forma de melhorar a assistência à saúde e estreitar a relação médico-paciente. É tratar a pessoa, e não somente a doença”, enfatizou Massuda. Até o final deste mês, 47% da população será atendida neste modelo – cerca de 800 mil pessoas.

Segundo o secretário, o incremento apresentado pelo Ministério vai permitir acelerar os projetos na área da saúde em Curitiba. “Não existe sistema de saúde que se organize no mundo sem uma boa estrutura de atenção primária, com resolutividade e uma equipe qualificada. Os novos recursos do Ministério vão impactar significativamente na forma de remuneração dos profissionais e na qualidade do atendimento”, afirmou o secretário.

As unidades de saúde Eucaliptos (Boqueirão), Camargo (Cajuru) e Santa Quitéria já mudaram o modelo de atendimento para o Saúde da Família e, até o final do semestre, outras sete unidades terão feito esse processo: Bairro Alto, Bairro Novo, Oswaldo Cruz e Nossa Senhora da Luz (CIC), Ouvidor Pardinho e Mãe Curitibana (Centro), e Concórdia (Pinheirinho).

Qualificação

Esta semana, profissionais do Ministério da Saúde vieram a Curitiba para realizar eventos de qualificação da Atenção Primária, como a Oficina de Atenção Domiciliar no Sistema Único de Saúde de Curitiba, ministrada pelo coordenador nacional da Atenção Domiciliar do Ministério da Saúde, Aristides Oliveira; e o seminário Novos Cenários da Atenção Básica na Região Metropolitana, com o Diretor de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Heider Pinto.

  • Compartilhe