Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Resgate da identidade

Programa Rosto da Cidade dá início à recuperação urbana do Centro de Curitiba

20/11/2018 18:35:00

O prefeito Rafael Greca apresentou oficialmente, nesta terça-feira (20/11), o programa Rosto da Cidade para a recuperação urbana da região central de Curitiba. “Uma cidade de vanguarda não admite ruínas nem o abandono. A cidade é moderna se conseguir ser eterna”, afirmou Greca ao lançar o programa no Largo da Ordem com uma ação de despiche da parede da Igreja do Rosário, na esquina com a Rua Trajano Reis.

"O Rosto da Cidade vai remover toda a pichação do Centro Histórico. Eu que fui sacristão nessa igreja tenho o privilégio de poder conservar este edifício que pertence à grande alma de Curitiba", completou o prefeito ao aplicar resina antipichação na parede da Igreja do Rosário.

O programa lançado nesta terça é uma ação de resgate da identidade e da história curitibanas. Ele prevê uma ação integrada entre o poder público municipal e a sociedade organizada para a revitalização de uma área de 2 quilômetros quadrados do centro tradicional.

"Me empenhei maciçamente em fazer acontecer este programa. O faço em agradecimento a quem votou em mim e permitiu que eu pudesse restaurar o rosto da minha cidade amada. Estava destruído o Centro Histórico de Curitiba e o Alto São Francisco se armava como uma próxima cracolândia", salientou Greca ao reforçar que a inciativa que agora se consolida faz parte de um compromisso assumido durante a campanha para prefeito.

Como parte do lançamento do programa, Greca ainda entregou, restaurado, o busto de Monsenhor Celso na Praça Garibaldi. A pedido do prefeito, na metade do ano foram retiradas as estátuas de bronze que corriam maior risco de depredação e furto, entre as 305 peças que compõem o patrimônio cultural curitibano.

Os monumentos foram recuperados, mapeados em 3D e fixados com trava de segurança e alarme antifurto. "A ideia é que ninguém mais roube o bronze público de Curitiba para trocar por droga, o que nos faz perder para sempre o gesto dos grandes escultores do Movimento Paranista. Peço que Monsenhor Celso nos abençoe para que a cidade jamais seja esmagada por qualquer interesse alheio à nossa história", disse Greca.

O prefeito também assinou a ordem de serviço para as obras do Belvedere, danificado por um incêndio em dezembro do ano passado. O prédio será a nova sede da Academia Paranaense de Letras (APL) e irá abrigar um café escola do Sesc Paraná. Anda na solenidade, Greca descerrou a placa do Rosto da Cidade no Palacete Wolf, com informações sobre a história do edifício.

"O programa é um investimento em geração de empregos e renda através do turismo, mas também na preservação cultural de Curitiba. Não adianta termos monumentos históricos tratados como rebotalho e não são preservados, nem conservados", completou Greca. Será encaminhado para a Câmara Municipal o projeto de lei que institui o programa Rosto da Cidade.

 

LEIA MAIS:

 

Prédios históricos

Os dados dos prédios históricos poderão ser acessados por smartphones com aplicativos de leitura de QR Code. A identificação dos edifícios faz parte do Projeto Arquivo, desenvolvido pela Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UTFPR), parceira da Prefeitura no Rosto da Cidade. O protocolo que sela o trabalho conjunto do município e a universidade na execução do programa também foi formalizado, no evento, pelo prefeito e a vice-reitora da UTFPR, Vanessa Ishikawa Rasoto.

"Eventos como este fazem com que a gente consiga alcançar novos patamares aos quais nos propusemos. Significa alcançar a excelência na pesquisa, na gestão, na academia, mas, principalmente estar junto com a comunidade. Este projeto é uma tríplice aliança do poder público municipal e da comunidade e o setor produtivo com a universidade", disse Vanessa.

Etapas

Desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), a Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (SMOP), o Rosto da Cidade será executado em seis etapas e envolve melhorias de prédios públicos e privados de interesse histórico e melhorias na acessibilidade, paisagismo e iluminação pública.

O Bondinho da Rua das Flores, entregue totalmente restaurado no início desta semana pelo prefeito, também faz parte das ações do Rosto da Cidade.

Na sua primeira fase o projeto prevê a recuperação de fachadas e a aplicação de tinta antipichação em 14 edifícios públicos de interesse de preservação. A segunda etapa compreende o Largo da Ordem, desde a Rua João Manoel (Praça João Cândido) até a Rua Barão do Serro Azul e a Rua São Francisco, desde a Rua Barão do Serro Azul até a Rua Presidente Farias. A recuperação do pavimento da Rua São Francisco integra o projeto e deve ter início no primeiro trimestre do ano que vem.

A terceira etapa envolve as Praças Tiradentes, Borges de Macedo e Generoso Marques; a quarta etapa o eixo entre as Ruas Barão do Rio Branco e Riachuelo, a quinta etapa a Rua Trajano Reis, desde o Setor Histórico até a Praça do Gaúcho, e a sexta etapa a Rua Voluntários da Pátria e as Praças Osório e Rui Barbosa.

Adesão

Os proprietários de imóveis interessados em fazer parte do programa deverão fazer o cadastro no site www.curitiba.pr.gov.br/rostodacidade e protocolar o termo de adesão na Prefeitura, no núcleo da Secretaria Municipal do Meio Ambiente na Rua da Cidadania da Matriz ou na sede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, na Avenida Manoel Ribas, 2727.

A secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza Dias, ressaltou que serão formalizadas parcerias de cooperação técnica no âmbito do programa com entidades representativas da cidade com forte influência na região central, entre elas a Associação Comercial do Paraná (ACP), a Associação dos Condomínios Garantidos do Brasil, que está fornecendo mão de obra para a pintura de fachadas, o Sebrae/Fecomércio, a Associação dos Comerciantes da Praça Rui Barbosa, a Associação do Comércio da Região do São Francisco e a Rede Empresarial do Centro Histórico.

A presidente da Rede Empresarial do Centro Histórico, Maria Bonamigo, considera que o Rosto da Cidade vai ter reflexo na melhoria do ambiente e dos negócios dos empreendedores da região. "Todo mundo tem a ganhar com isso, o comerciante, o turista e o morador. Quando você vê a Prefeitura tomando uma iniciativa como esta a gente só tem a louvar. O Centro histórico é onde nasce a cidade. A limpeza já lhe dá um outro olhar. Tudo limpo e organizado faz com que o próprio morador volte a frequentar o Centro", disse.

No termo de participação no Rosto da Cidade, os interessados se comprometem a adotar e manter as cores determinadas para a pintura da fachada e muros; seguir as orientações técnicas para o caso específico; autorizar a colocação de placa de identificação do Programa Rosto da Cidade; autorizar o uso da imagem, antes, durante e após a conclusão dos serviços de pintura durante a vigência do Programa.

Todos os imóveis integrantes do Rosto da Cidade terão uma placa de identificação com um código QR Code pelo qual será possível acessar dados históricos, levantamentos e fotografias fruto do trabalho do Grupo de Pesquisa Arquitetura, Prospecção e Memória da UTFPR (www.arquivoarquitetura.com/equipe).

Prestigiaram o evento de lançamento do Rosto da Cidade o vice-prefeito e secretário municipal de Obras, Eduardo Pimentel; o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur; a presidente da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Ana Castro; a presidente do Instituto Curitiba de Turismo, Tatiana Turra; a procuradora do Município, Vanessa Volpi; a assessora Jurídica Cibele Fernandes Dias; a presidente do Instituto Curitiba de Saúde (ICS), Dora Pizzatto; o presidente da Cohab Curitiba, José Lupion Neto, e o secretário municipal de Esporte Lazer e Juventude, Emílio Trautwein.


Veja a lista dos imóveis que farão parte da primeira etapa do programa

1. Casa Hoffmann;
2. Casa Romário Martins;
3. Casa da Memória;
4. Memorial de Curitiba;
5. Arcadas de São Francisco;
6. Palacete Wolf;
7. Casa do Artesanato;
8. Conservatório de Música Popular Brasileira;
9. Solar dos Guimarães;
10. Cinemateca;
11. Novelas Curitibanas
12. Cemitério Municipal;
13. Solar do Barão;
14. União Paranaense dos Estudantes.


 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484