Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Meio ambiente

Prefeitura e Sanepar serão parceiras na recuperação do Rio Belém

17/03/2017 16:53:00

Uma parceria entre a Prefeitura de Curitiba e a Sanepar poderá recuperar o Rio Belém e integrá-lo à cidade de forma harmônica. A iniciativa para esta colaboração foi manifestada pelo prefeito Rafael Greca em reunião, no Ippuc, com os integrantes da Gerência Geral Metropolitana e Litoral da Sanepar.

A ideia é encaminhar o processo a partir do Parque das Nascentes do Belém e seguir seu curso, de forma a “renaturalizar” o rio com obras de dragagem e a qualificação das margens e entorno com áreas de recreação e convívio. “É uma ação muito importante para Curitiba e para a Sanepar. Vamos fazer acontecer”, afirmou o prefeito.

O Belém é o rio mais presente no cotidiano de Curitiba. Das intervenções já feitas no seu leito, desde a época em que o rio foi coberto em grandes trechos, o Belém sobreviveu e deu muitos presentes à cidade, entre eles o primeiro parque, o Passeio Público. “Curitiba teve o segundo passeio público do Brasil. O primeiro do gênero, Dom João VI fez no Rio de Janeiro”, disse o prefeito.

Além do Passeio Público, o Rio Belém nos presenteia desde a nascente até a foz, com o Parque das Nascentes, o Parque São Lourenço, o Bosque do Papa, o Horto Municipal e o Parque do Sol Nascente.

Curitiba já tem projetos enviados ao Ministério das Cidades para a captação de R$ 350 milhões para intervenções no Rio Belém, como parte do projeto federal de Prevenção a Desastres Naturais. “A ideia é ir além, tendo projetos desta natureza como propulsores da relação entre o rio e a cidade”, disse o presidente do Ippuc, Reginaldo Reinert.

Resíduos

Na reunião do prefeito com a equipe técnica da Sanepar, foi tratada também a possibilidade do reaproveitamento de resíduos, como o lodo decantado no processo de tratamento de esgoto nas estações da Sanepar distribuídas pela cidade. São cinco as Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) em Curitiba: Belém, Padilhas, CIC, Santa Quitéria e Atuba.

O aproveitamento dos dejetos do processo de tratamento deverá ser objeto de estudo conjunto da empresa e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, como forma de criar uma cadeia produtiva de resíduos orgânicos.

“Podemos criar uma rede de usinas para receber o lixo e gerar energia que alimente a cidade. E, com isso, contribuir para abater o efeito estufa. É uma cadeia produtiva que segue a ideia da inovação”, afirmou o prefeito.

No encontro, foram tratadas ainda questões comuns ao município e à companhia, como a possibilidade da ampliação das áreas de atendimento da Sanepar nas Ruas da Cidadania.
Participaram da reunião Antonio Carlos Gerardi, Ernani José Ramme, Paulo Marini, Raphael Tadashi Diniz, Rita de Cássia Becher, Siemar de Moura Breda, Luciana Dolci Balbinott e Charles Carneiro, representando a Gerência Geral Metropolitana e Litoral da Sanepar. Da equipe municipal estiveram a equipe do Ippuc, o secretário do Meio Ambiente, Sergio Tocchio, e a superintendente de Controle Ambiental da secretaria, Marilza Dias.

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484