Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Urbanização

Prefeitura apresenta quatro novos projetos para a Agência Francesa de Desenvolvimento

25/04/2018 15:38:00

Nesta quarta-feira (25/4), a Prefeitura apresentou quatro novos projetos para executivos da Agência Francesa de Desenvolvimento, órgão de fomento do governo francês, em encontro no Palácio 29 de Março. Os projetos tratam do desenvolvimento de novas tecnologias para sustentabilidade, novas matrizes energéticas para o transporte, mobilidade e intervenções urbanas.

O primeiro deles é o de urbanização da Vila 29 de Outubro, no Caximba. O projeto envolve realocação e reordenamento da área de ocupação irregular. A vila tem 1.035 domicílios e a maioria dos moradores vive em situação de vulnerabilidade social. Além disso, está dentro de três áreas de proteção ambiental: as dos rios Barigui e Iguaçu e em uma reserva de refúgio de vida selvagem.

Segundo o secretário do Governo Municipal e presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur, a urbanização vai trazer valorização social para uma área bastante degradada. “É um projeto que se soma a outro, o de revitalização do Rio Barigui, o qual já contamos com parceria da AFD”, explicou Jamur.

A Agência Francesa de Desenvolvimento tem um acordo de cooperação com Curitiba que atualmente envolve a finalização da Linha Verde Norte e a revitalização da bacia do Rio Barigui. Curitiba também vai ter consultoria do grupo para promover o surgimento de startups no projeto do Vale do Pinhão.

Novas energias

Outro projeto apresentado pela Prefeitura procura o desenvolvimento de novas matrizes energéticas para o transporte urbano. O presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, explicou que o sistema de Curitiba tem evoluído bastante no tema. “A nova frota de biarticulados é menos poluente, pois conta com motor Euro 5, que atende as regulamentações internacionais de controle”, comentou.

Além disso, Maia Neto ressaltou que a cidade já usa quase toda cota de biodiesel permitida pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

A Prefeitura apresentou ainda um projeto para a ampliação do controle e integração de diversos sistemas, como os de segurança e transporte. O município já conta com a Sala de Situação, que conecta a Central 156, de atendimento às demandas da população, a 500 câmeras de monitoramento da cidade.

A criação de novas matrizes energéticas também é objeto de um dos projetos apresentados. A administração já tem projetos em andamento com essa premissa. Em março deste ano, o prefeito Rafael Greca entregou 26 casas, no Santa Cândida, equipadas com painéis fotovoltaicos – que transformam a luz do sol em energia elétrica para uso doméstico.

Reconhecimento internacional

A Agência Francesa de Desenvolvimento tem um acordo de cooperação com Curitiba que atualmente envolve a finalização da Linha Verde Norte e a revitalização da bacia do Rio Barigui. Curitiba também vai ter consultoria do grupo para promover o surgimento de startups no projeto do Vale do Pinhão.

Os executivos da Agência Francesa de Desenvolvimento demonstram entusiasmo com o relacionamento desenvolvido com a Prefeitura. Para o gerente de projetos de Tecnologia da Informação e Comunicação da instituição, Fabien Gicguelay, a administração municipal tem respondido à altura os desafios urbanos. “A Prefeitura de Curitiba tem clara visão de que as ferramentas digitais estão aí para promover a integração com o cidadão e a qualidade de vida”, disse.

A gerente de projeto da instituição no Brasil, Laure Schalchli, destacou o alto nível técnico dos projetos apresentados pela administração municipal. “Avaliamos que é um excelente parceiro, principalmente pela qualidade da gestão destes projetos e do diálogo com as diferentes secretarias, que é excelente”, ponderou.

O relacionamento com organismos internacionais é uma determinação do prefeito Rafael Greca, como destacou o assessor da Prefeitura para Relações Internacionais, Rodolpho Zannin. “Com esta importante parceria internacional, Curitiba dá mais um passo em seu caminho de protagonismo na inovação do Brasil”, avaliou. Além da AFD, a Prefeitura já celebra acordos internacionais com instituições da Holanda, Suécia, Dinamarca e EUA.

Depois da apresentação desta quarta, a Prefeitura vai formar grupos de trabalho para definir as medidas necessárias para a evolução de cada projeto. Entre elas está o financiamento, cooperação técnica e intercâmbio acadêmico e científico.

A reunião teve a presença de Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, órgão responsável pela governança dos projetos.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484