Registrar
Acesso à Informação
Pesquisar
Qui, 17/04/14
Tempo Hoje
maxima minima
22º
15º
Prefeitura Municipal de Curitiba

Cultura

Prefeito participa da abertura da 31ª Oficina de Música de Curitiba

10/01/2013 11:59:00
  • Compartilhe
Rádio Prefeitura
Radio Prefeitura
Prefeito de Curitiba discursa na abertura da oficina de música

Baixe o Flash Player.

A 31ª edição da Oficina de Música de Curitiba foi aberta oficialmente na noite de quarta-feira (9) pelo prefeito Gustavo Fruet e pelo presidente da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Marcos Cordiolli, em cerimônia realizada no Grande Auditório do Teatro Guaíra. 

Em seu discurso, no qual deu boas-vindas aos participantes do evento em 2013, Fruet lembrou de seu pai, Maurício Fruet, prefeito da capital paranaense na época da realização da primeira Oficina, em 1983. “É um privilégio estar aqui hoje. Quis o destino que 30 anos depois eu estivesse na mesma situação que meu pai, reafirmando o mesmo compromisso com a Oficina de Música de Curitiba, um grande evento e patrimônio cultural da capital. Que esta seja uma realização que marque profundamente a passagem dos músicos por essa cidade, que acolhe a todos com muito respeito e carinho”, afirmou.

O prefeito de Curitiba lembrou que, durante toda a campanha de 2012, reafirmou o compromisso de potencializar a atividade cultural como fator de inclusão e desenvolvimento da cidade. “A agenda cultural é hoje tão importante como a agenda da saúde, da educação e da segurança para a nossa cidade”, confirmou. Ele fez um agradecimento a toda equipe da Fundação Cultural de Curitiba, que trabalhou com muito afinco na realização de mais uma edição evento. “Desejo muito boa sorte ao Cordiolli, para quem tenha a liberdade de fazer na Fundação Cultural o processo de avanço que vem mantendo a instituição como referência. A nossa expectativa é muito grande. A FCC está em boas mãos”, revelou.

Cordiolli também reconheceu o trabalho da equipe da FCC e do Icac (Instituto Curitiba de Arte e Cultura) na organização da Oficina e agradeceu ao prefeito e sua equipe, “pela rapidez e eficiência, garantindo a liberação das verbas emergenciais e finais para realizarmos a Oficina neste início da nova gestão”.

Ele destacou o prazer ver a cidade mobilizada para receber representantes de 19 países, falando diversas línguas e compartilhando diversos gêneros musicais. “Os eventos da Oficina de Música são grandes encontros de humanismo que nos mobilizam. Durante muito tempo, a cultura foi relegada ao segundo plano em nosso país. Hoje, percebe-se a construção de uma grande sinergia entre todos os poderes para a construção de políticas sólidas e estruturantes, que vão fazer com que a arte e a cultura sejam universalizadas”, disse.

Participaram da cerimônia a vice-prefeita e secretária do Trabalho, Mirian Gonçalves, a vereadora Julieta Reis, Valéria Teixeira (representando o governador Beto Richa) e a ex-presidente da FCC, Roberta Storelli. A primeira-dama e presidente da FAS (Fundação de Ação Social), Márcia Oleskovicz Fruet, o secretário extraordinário de Relações com a Comunidade, Caíque Ferrante, e a diretora-presidente do Centro Cultural Teatro Guaíra, Monica Rischbieter, também marcaram presença no evento.

Camerata Antiqua

Após a abertura oficial, Camerata Antiqua de Curitiba apresentou um concerto com a participação de dois convidados estrangeiros e um instrumentista brasileiro.

O programa da orquestra teve início com as obras Concerto para Trompa N.º 1 e Rondó em Mi Bemol Maior, KV 371, ambas de Mozart, com solo do trompista esloveno Bostjan Lipovsek. Na sequência, o violonista Fábio Zanon e a Camerata interpretaram o Concerto Nº 4 (Concerto à Brasileira), de Radamés Gnattali.

Para fechar a apresentação, o maestro argentino Juan Manuel Quintana subiu ao palco do Guairão para reger os hinos de coroação “Zadok the Priest” e “The King Shall Rejoice”, de Händel.

  • Compartilhe