Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Governo Municipal

Prefeito assina decreto de criação da Regional Tatuquara, a décima de Curitiba

14/11/2015 12:34:00

A partir de agora, moradores dos bairros Tatuaquara, Campo de Santana e Caximba, que pertenciam à Regional Pinheirinho, terão informações e serviços da Prefeitura mais próximos de casa. O prefeito Gustavo Fruet assinou neste sábado (14) o decreto de criação da Regional Tatuquara, durante cerimônia que marcou a abertura da Rua da Cidadania do Tatuquara, na Rua Engenheiro João Kloss, 915.

Uma das principais metas do plano de governo da atual gestão, a Regional Tatuquara vem para melhorar o atendimento da população de uma das regiões que mais cresce na cidade. A Prefeitura de Curitiba já vem fazendo nos últimos três anos um intenso trabalho para melhorar a infraestrutura da região, onde vivem cerca de 111 mil pessoas. O investimento abrange obras de pavimentação e prevenção contra enchentes, a construção de Centros Municipais de Ensino Infantil (CMEIs), de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), um novo Portal do Futuro e a implantação de parques, entre outras melhorias. São intervenções que começam a transformar a região e melhorar a qualidade de vida de seus habitantes.

"Com recursos da prefeitura, estamos entregando a décima regional. São serviços da Prefeitura mais próximos da população que mora na região que mais cresce em nossa cidade. Desde 2013, já investimos R$ 170 milhões aqui nesses três bairros. Apesar desse período de crise, a prefeitura está mantendo e ampliando os serviços públicos. E, em 2016, faremos a inauguração da tão esperada UPA Tatuquara", disse Fruet. 

Com a criação da nova área administrativa da Prefeitura, as regionais Pinheirinho, Portão, Cidade Industrial e Santa Felicidade também mudam de configuração (veja no mapa).

Participaram da cerimônia de implantação da nova regional o presidente da Câmara Municipal, Ailton Araújo, o líder do Prefeito na Câmara, Paulo Salamuni, o deputado estadual Mauro Moraes e os vereadores Rogério Campos, Chico do Uberaba, Felipe Braga Côrtes, Julieta Reis, Geovane Fernandes, Pier Petruzziello, Bruno Pessuti, Beto Moraes, Valdemir Soares, Toninho da Farmácia, Paulo Rink, Metre Pop, Tito Zeglin e Professor Galdino, além de secretários, deputados estaduais e lideranças da comunidade.

Rua da Cidadania

A partir de segunda-feira (16), os serviços dos seguintes órgãos e secretárias estarão disponíveis na nova Rua da Cidadania: Agência Curitiba de Desenvolvimento, Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), Fundação Cultural de Curitiba, Fundação de Ação Social (FAS), Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), Secretaria do Governo Municipal e secretarias municipais do Abastecimento, Finanças, Trabalho e Emprego e do Urbanismo.

Os serviços das secretárias municipais da Defesa Social, Educação, Saúde, Finanças, Trânsito e do Esporte, Lazer e Juventude, além da Sanepar, estarão disponíveis para a população no início de 2016. Isso porque ainda está sendo montado o sistema de telefonia e tecnologia necessários para o atendimento.

A Rua da Cidadania do Tatuquara também terá caixa eletrônico, cafeteria, papelaria/revistaria, sala de reuniões, anfiteatro e o Espaço Cidadão, local de acolhida da comunidade com a finalidade de recepcionar, identificar e agilizar o atendimento às suas demandas, tendo como referência padrões de qualidade e acessibilidade.

A nova regional está localizada no extremo sul de Curitiba e faz divisa com os municípios de Araucária e Fazenda Rio Grande. Tem área total de 41,03 quilômetros quadrados, o que equivale a 9,43% do território do município.

O administrador regional do Tatuquara será Edgar Otto Hauber Júnior, que desde o início da gestão foi o responsável pela Regional Pinheirinho. Quem assume a Regional Pinheirinho é Marcos Bonato.

Prefeitura investe para melhorar estrutura na nova Regional Tatuquara

Nova configuração

Além do Tatuaquara, Campo de Santana e Caximba, que pertenciam à Regional Pinheirinho e agora formam a Regional Tatuquara, outros bairros ou parte de bairros mudaram de regional na nova configuração das administrações regionais de Curitiba:

O bairro Seminário, que antes pertencia à Regional Santa Felicidade, agora faz parte da Regional Fazendinha/Portão;

Os bairros Lindoia e Fanny, que antes faziam parte da Regional Fazendinha/Portão, agora pertencem à Regional Pinheirinho.

O bairro Novo Mundo, que antes pertencia à Regional Fazendinha/Portão, agora faz parte da Regional Pinheirinho.

Uma área ao norte do bairro CIC, que antes fazia parte da Regional Santa Felicidade, agora pertence à Regional CIC.

A área ao sul do bairro Campo Comprido, que antes pertencia à Regional Portão, agora faz parte da Regional Santa Felicidade.

A Prefeitura indica aos moradores que procurem as Ruas da Cidadania da referência do bairro habitado para procurar os serviços.

Perfil

A ocupação inicial da região que passa a configurar a Regional do Tatuquara está relacionada ao movimento econômico denominado tropeirismo. A passagem de tropeiros a partir de meados do século 18, que conduziam mulas, gado e mercadorias da cidade de Viamão, no Rio Grande do Sul, até Sorocaba, em São Paulo, levou à formação de pequenos povoados e ao estabelecimento de sítios. Os moradores buscavam se estabelecer junto aos acessos viários que ligavam a região às cidades de Araucária e São José dos Pinhais, assim como a outros bairros de Curitiba.

Porém, há diferenças significativas – sociais, econômicas e ambientais – entre os três bairros que compõem a regional, segundo levantamentos do Censo Demográfico do IBGE 2010, com informações da Secretaria Municipal de Finanças, Agência Curitiba, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Ipardes e Detran, e elaboração de dados feita pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

Caximba

O bairro Caximba é o menor deles. Com área de 8,22 km² – que corresponde a apenas 1,89% do território da cidade –, possui 2.522 moradores, resultando numa densidade demográfica de 3,07 habitantes por hectare. E a taxa média de crescimento anual da população do Caximba, entre 2000 e 2010, foi de apenas 0,19%.

Todos os moradores vivem em casas. A frota de veículos existente no bairro Caximba é de apenas 361 unidades, o que resulta na proporção de 6,99 habitantes por veículo. Quanto às atividades econômicas, existem 27 indústrias (46,55%), 19 estabelecimentos comerciais (32,76%) e 12 empresas de serviços (20,69%) no bairro. O valor do rendimento médio da população, por domicílio, é de R$ 1.613,24, o que corresponde a menos da metade do rendimento médio verificado no município que é de R$ 3.774,19.

Quanto às áreas verdes, 35,8% do bairro é coberto por vegetação totalizando 2,92 milhões de m². Com a baixa densidade populacional, a proporção é de 1.159,22 m2 de área verde por habitante, o que corresponde a 21 vezes mais do que a quantidade de área verde por habitante do município, ou seja, 54 m2 para cada morador da cidade. Localizado no encontro entre as várzeas do Rio Iguaçu e de seu emissário, o Rio Barigui, o bairro caracterizou-se, em seus primórdios, por atividades primárias de extração de areia e olarias.

Campo de Santana

O Campo de Santana é o maior dos três bairros da Regional Tatuquara com 21,58 km², o que corresponde a 4,96% da área total da cidade de Curitiba e mais da metade do território da nova unidade administrativa. Em termos populacionais, o local é habitado por 26.657 pessoas distribuídas em 8.681 domicílios.

A densidade demográfica é de 12,35 habitantes por hectare. A taxa de crescimento populacional a cada ano, entre 2000 e 2010, foi a maior registrada na Regional com 13,77%. Isso indica um grande crescimento setorizado, tendo em vista que a taxa anual de crescimento populacional de Curitiba, no mesmo período, foi de 0,99%.

Quanto ao tipo de moradia, 96,66% (7.636) dos domicílios no Campo de Santana é composto por casas, mas já existem 3,03% de moradias do tipo condomínio (239) e 0,32% de apartamentos (25). Já a frota total de veículos chega a 6.928, apresentando a média de 3,85 habitantes por veículo.

No que diz respeito à economia local, o comércio congrega 46,24% das atividades com 369 estabelecimentos, seguido por 228 indústrias (28,57%) e 198 empresas prestadoras de serviço (24,81%), além de 3 negócios que não se enquadram nas categorias acima (0,38%). O valor do rendimento médio por domicílio é de R$ 1.713,44, o que corresponde a menos da metade do rendimento médio verificado em Curitiba – da mesma forma como ocorre no bairro Caximba.

O bairro Campo de Santana possui 6,80 milhões de m2 de áreas verdes, o que corresponde a 6,70% do total verificado em Curitiba. No cruzamento de dados entre as áreas verdes e a densidade populacional, chegamos a 255,27 m2 por habitante.

Tatuquara

O bairro que dá nome à Regional é o mais populoso dos três que compõem a nova unidade administrativa. Possui 52.780 moradores distribuídos em 16.230 domicílios. A área do bairro soma 11,23 km² e corresponde a 2,58% do território de Curitiba. A densidade demográfica do Tatuquara é a mais elevada da regional: são 46,98 habitantes por hectares, superando, inclusive, a taxa de densidade demográfica verificada no município de Curitiba que é de 40,30 habitantes por hectare.

Já o crescimento anual da população do bairro, entre 2000 e 2010, apresentou uma taxa de 3,80%. No que diz respeito ao tipo de moradia, o Tatuquara apresenta 93,12% de casas (14.253) e 0,25% de condomínios (39), mas existem 6,62% dos domicílios compostos por apartamentos (1.014). A frota de veículos do bairro também é a maior da Regional, com 16.758 unidades, o que corresponde a uma média de 3,15 habitantes por veículo.

A análise das atividades econômicas indica que 64,64% são voltadas ao comércio (1.417), 20,30% são dedicadas ao setor de serviços (445), 15,01% são compostas por indústrias (329) e 0,05% correspondem a negócios relacionados a outros segmentos. A renda média por domicílio verificada no Tatuquara é de R$ 1.657,30.

O bairro Tatuquara reúne 3,02 milhões de metros quadrados de áreas verdes, o que corresponde a 2,98% das áreas verdes de Curitiba e a 26,92% da área total do bairro. No comparativo com a população chega-se a 57,28 m² de área verde por habitante, algo muito próximo do índice apresentado pelo município de Curitiba que é de 58 m2 por habitante.

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484